31/05/2009

Futebol em Algueirão-Mem Martins

Nas ultimas semana decidi ocupar um pouco do meu tempo livre, a ver como estava o futebol da freguesia. Descobri que neste momento apenas duas equipas participam no escalão sénior, nos campeonatos da Associação de Futebol de Lisboa, que é o Mem Martins Sport Clube e o União Recreativa das Mercês, militando o MMSC na 1ª divisão (Série 2) e o URM na 2ª divisão (Série 2)










Tratam-se de duas colectividades para além de equipas de adultos, se dedicam à formação em várias camadas jovens.
A Época já terminou para a equipa de Mem Martins, tendo ficado em 7º lugar, e para equipa das Mercês faltam duas jornadas estando classificada neste momento em 11º lugar. No entanto, o que tenho a registar é as fracas condições que os clubes tem ao seu dispor, em termos de infraestruturas.

No Caso do Mem Martins Sport Clube, o Complexo Desportivo da Quinta do Recanto encontra-se num elevado estado de degradação. Além disso, nesta divisão, a equipa de Mem Martins, juntamente com apenas mais duas ou três equipas, é das poucas que treinas e joga num recinto sem relva, ou seja, em terra batida.




























Nas Mercês o problema é exactamente igual. Um complexo desportivo degradado, com vidros partidos, em elevado estado de degradação, e o recinto em terra batida.
A primeira pergunta que faço, é se a maior freguesia de Portugal não merece melhor?




























Como é possível pequenas localidades como Magoito, Talaide, Mucifal, Montelavar apresentarem relvados, e os clubes da maior freguesia do pais, não terem as condições mínimas para a pratica de desporto?
É certo que o Recreios Desportivos do Algueirão já consegue essa proeza de ter um campo relvado, mas trata-se de uma equipa que neste fase da sua vida, não participa nos campeonato, no escalão de seniores.














Quem é o responsável por este desleixo? Os Clubes? A Câmara Municipal? A Junta de Freguesia? (apesar de o Complexo Desportivo da Quinta do Recanto estar localizado na freguesia de Rio de Mouro). São estas as condições que são oferecidas ao jovens na pratica do Futebol? Para quando relva sintética nestes recintos?

Apenas dá que pensar que municípios como Trofa (38 mil habitantes), Figueira da Foz (67 mil habitantes), Olhão (42 mil habitantes), entre muito outros, consigam ter clubes com destaque a nível nacional, consigam bons patrocínios, bons complexos desportivos, e excelentes condições para a pratica do desporto, ao contrario de uma simples freguesia como Algueirão-Mem Martins, com mais de 100 mil habitantes, que nada tem para oferecer. Dá que pensar?















Fiquei triste ao ouvir opiniões de adeptos da equipa adversaria, nos dois casos, a criticar o estado em que se encontravam a instalações, e perguntarem-se, como é que uma localidade como Mem Martins, não consegue ter as coisas em boas condições.

É esta triste imagem que a nossa freguesia transmite para o exterior, mas vale o esforço e dedicação dos jovens desportistas, que defendem a camisola do seu clube, e o nome de uma terra.
Esses sim estão de parabéns...

9 comentários:

  1. Apenas mais um reflexo da importância que os autarcas dão aos espaços e equipamentos de utilização colectiva desta freguesia. Além do investimento na beneficiação das escolas nos últimos anos com a melhoria dos recreios desportivos e pavilhões que agora aparentemente estagnou, de resto não se investe em mais nada praticamente.

    ResponderEliminar
  2. Apenas um reparo: Tanto o complexo desportivo do MMSC como as instalações da EDUCA (por trás) pertencem à Freguesia de Algueirão-Mem Martins.
    Quanto ao estado e qualidade das instalações, em comparação com outras localidades com muito menos residentes, e, já agora, quanto ao facto de só haverem estes 2 clubes e em escalões inferiores, concordo a 100% com a estupefacção!

    ResponderEliminar
  3. Caros Bloggers, nem toda a informação passa passa para os munícipes porque não interessa. Segundo informações que me chegaram aos ouvidos, o mal não está na CMS ou na JFAMM... está mesmo na origem ou seja, o Clube.
    Falo-vos do MMSC, que é o maior clube da nossa terra que há muitos anos que está estagnado, com o intuito de encher os bolsos a alguém. Sei de "patrocinadores" que dão dinheiro para apoiar o clube e esse dinheiro nem sequer vem mencionado nas contas do clube. As eleições, são feitas sempre entre os mesmos... pesquisem um pouco e vejam pelos próprios olhos, só mudam os "poisos" porque os "gulosos" são sempre os mesmos. Não me cabe a mim julgar os outros, mas a minha opinião é que a Câmara e a Junta também não estão para enterrar dinheiro num poço sem fundo... mas isto sou eu a pensar alto.
    Investiguem um pouco e tirem as vossas próprias conclusões.

    ResponderEliminar
  4. As infraestruturas desportivas no concelho de Sintra estão ao nível de 1974 ou seja, anos e anos sem se bulir uma palha. Somos talvez o concelho que mais contribuintes camarários tem, no entanto, é só para isso que cá moramos. Contrapartidas? Zero.
    Já agora se alguém souber, gostaria de sabes se no concelho de Sintra há alguma circuito de manutenção inserido em espeço verde e sem carros à volta que sirva para se darem umas corridinhas (Aquele de Queluz não conta porque é diminuto)
    Obg

    ResponderEliminar
  5. Qualquer dia vou pensar promover ums semana de concertos musicais nestes locais que acham? Assim ao melhor nível, bandas nacionais e internacionais?!?!?!

    Até o Crato tem uns Megas concertos!!!!!

    Abraço

    ResponderEliminar
  6. Caro Hugo, ainda falta aqui a colectividade do Algueirão... aquela no Algueirão Velho...

    ResponderEliminar
  7. Eu sei, mas neste momento não tem futebol sénior...

    ResponderEliminar
  8. Alguem me o se vai pra esse estádio de mem martins...vivo na tapada das merçês

    ResponderEliminar