12/04/2010

O homem do carro dos painéis solares

Em Algueirão-Mem Martins, em Sintra, já todos o conhecem como o homem do carro dos painéis solares. Há sete anos adaptou uma viatura elétrica com energia foto voltaica, entretanto criou uma empresa e agora tem de estacionar ao sol. Paulo Carvalho é um técnico de eletrotécnica, que em 2000 decidiu adaptar um motor eléctrico e painéis solares a um veículo "papa-reformas".

A primeira experiência, segundo a agência Lusa, não correu bem pois o veículo "não tinha espaço suficiente para aplicar grandes painéis" e Paulo Carvalho decidiu investir na compra de uma carrinha já elétrica com cumprimento suficiente para instalar os painéis.

A aposta deu frutos e em 2003 Paulo Carvalho criou a empresa VS-SOLAR com o objectivo de investigar e aplicar a "energia foto voltaica na locomoção de veículos".

Em Algueirão-Mem Martins é habitual ver este "autodidacta" a circular com a carrinha Mega nas estradas, e Paulo Carvalho só lamenta não poder circular no IC19, uma vez que é considerada um motociclo. Por uma questão de redução de custos, o empresário deixa agora o carro a gasóleo na garagem.

CHEGA AOS 50 QUILÓMETROS/HORA

Também nas escolas Paulo Carvalho é presença assídua nas iniciativas de prevenção rodoviária com pequenos veículos elétricos movidos a energia solar, representando estas iniciativas uma grande parte da faturação da empresa.

Este engenheiro adianta que "a Mega é uma carrinha muito fácil de conduzir, pois só tem travão e acelerador, e pode chegar aos 50 quilómetros por hora", e em vez de utilizar combustível fóssil, a viatura transforma a energia solar em eletricidade e por sua vez em energia de locomoção.

Para Paulo Carvalho o sistema foto voltaico aplicado aos carros pode "atenuar" os dois problemas que actualmente os veículos elétricos apresentam: a fraca autonomia e a curta duração das baterias"

"Com este sistema, utilizando a energia foto voltaica, esses dois problemas não são resolvidos totalmente, mas são bastante atenuados. Nota-se um crescendo de autonomia significativo", garante.

Os custos da transformação são para já o maior problema com que o investigador se depara pois, garante, se "em manutenção se gasta zero", fica um bocado dispendioso comprar quer as baterias elétricas quer os painéis solares.

"Eu utilizo painéis solares de alto rendimento que são bastante mais caros do que os normais. A transformação de um carro destes fica à volta dos dez mil euros", explica.

As principais características destes veículos passam pelo facto de serem silenciosos, não poluentes e terem autonomia ilimitada durante o dia, mesmo com o céu encoberto.

"Estas viaturas têm um acelerador progressivo eletronicamente, comutador de marcha a trás, banco regulavél em comprimento, buzina e travão. Temos modelos para crianças dos quatro aos dez anos e modelos para adolescentes e adulto", garante Paulo Carvalho.



Noticia Correio da Manha

2 comentários:

  1. Sou um entusiasta das energias alternativas! Achei o máximo!

    Uma iniciativa impar!

    Futuramente para descer os preços destas tecnologias, os próprios paineis poderão ser utilizados como elemento estrutural da carroçaria do veículo....

    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Olá, estaria interessado em comparecer num encontro de eléctricos em lisboa no dia 12 de Junho!

    Contamos consigo?

    www.novaenergia.net, passe por cá!

    serges

    ResponderEliminar