21/06/2017

Mensagem do Comandante dos Bombeiros, no seguimento do incêndio em Pedrogão Grande

Mensagem do Comandante Joaquim Leonardo ao Corpo de Bombeiros, a 20 de junho, no seguimento do incêndio em Pedrogão Grande 

MENSAGEM DECIF 2017
Caros Bombeiros

No fatídico dia 17 de junho, um incêndio em Pedrogão Grande com contornos dantescos ceifou a vida a 64 pessoas, deixando-nos numa perplexidade e sensação de impotência sem precedentes…
Para nós Bombeiros este evento “toca” de forma diferente…. sentimos que devíamos “lá estar naquele dia”, impedirmos a catástrofe com os nossos conhecimentos e meios técnicos. Mas efetivamente todos nós e em especial os familiares das vítimas terão de viver com as consequências de um incêndio de severidade atípica, que não permitiu um final diferente.

Portugal está de luto, estamos todos de luto, não queremos que se volte a repetir um drama desta natureza, mas infelizmente sabemos que não podemos controlar determinados fatores, tais como o aquecimento global e as alterações climáticas que potenciam os incêndios de severidade extrema.

Sabemos que o problema dos incêndios em Portugal não está no combate, mas sim no ordenamento do território, particularmente na gestão florestal, que ainda não se adaptou à desertificação de determinadas zonas do País.

Teremos de nos adaptar a esta nova realidade, a incêndios diferentes e mais severos, dificuldades no combate, que contribuem cada vez mais para a imprevisibilidade. Esta imprevisibilidade cria condições para a ocorrência de mais acidentes em combate. Por essa razão reforço a necessidade de aliarmos os nossos conhecimentos técnicos ao bom senso, imprescindível em qualquer situação. Nas nossas missões os procedimentos de segurança tem de ser escrupulosamente cumpridos, não permitindo qualquer quebra no rigor que a nossa atividade exige.

Mais do que nunca é importante dizermos “PRESENTE”, mostrarmos o nosso carácter e darmos o melhor em qualquer região do País. O Corpo de Bombeiros tem uma forte tradição na integração de grupos de reforço para combate a incêndios florestais, assim como temos assumido com responsabilidade os nossos compromissos, face às necessidades e níveis de alerta para integrarmos o DECIF.

Manifesto o meu orgulho em todos vós, salientando a atitude e resposta positiva perante o evento de dia 17 de junho, que nos marcou a todos. Considerando que ainda não entrámos na fase Charlie, prevemos um verão muito exigente em 2017, que se irá refletir certamente num esforço suplementar da parte de todos nós. Apelo à continuidade da motivação que nos caracteriza, que está moldada no ADN do nosso Corpo de Bombeiros, para que o nosso contributo para o esforço Nacional “seja de EXCELÊNCIA”.

Desejo-vos um bom trabalho e acima de tudo “SEGURANÇA MÁXIMA”, responsabilidade e eficácia nas missões. Não basta sentir “orgulho em ser Bombeiro em Algueirão Mem Martins”, mais importante é transformar este orgulho em ações eficazes e capazes de fazer a diferença na vida dos Portugueses que dependem de nós.

“VIDA POR VIDA”
Grande Abraço
Joaquim Leonardo
Comandante

Sem comentários:

Enviar um comentário