Tempo em Algueirão Mem Martins

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

domingo, 19 de novembro de 2017

Publicidade eleitoral !!!

Faz algum sentido não existir prazo para remoção de propaganda eleitoral????
http://www.cne.pt/faq2/100/5





BISPO // Fora D'Horas (20.10.2017, Lisboa) [video]

Atuação de 'Bispo' num ambiente louco com a apresentação do projecto Fora D'Horas no Time Out no dia 20 de Outubro.



Quem esteve presente viu o que eu vi... convívio tá fixe assim!


[Correio da Manhã] Guerra de ciúmes acaba à facada entre jovens

Dois rapazes, de 17 e 20 anos, ficam feridos 
em estado grave. Rixa ocorreu em Sintra.
Um jovem ‘arrastou a asa’ à namorada de outro, na zona de Mem Martins, Sintra, e a ousadia resultou numa rixa em que dois rapazes, de 17 e 20 anos, acabaram esfaqueados pelas costas quando tentavam fugir para a estação de comboios da Portela de Sintra. Três supostos agressores foram apanhados pela GNR e entregues à PJ, que investiga. Segundo explicou ao CM fonte policial, tudo se passou pelas 16h50 de quarta-feira. O alerta para a GNR dava conta de uma luta entre grupos rivais. Os motivos eram passionais. As vítimas ficaram no local e foram assistidas pelo INEM e bombeiros. Apresentavam "ferimentos graves", afirma a GNR, e foram transportadas ao Hospital de Santa Maria, onde ontem estavam internadas com "quadro clínico estável". No local ficaram também as duas facas usadas. Os três agressores fugiram de carro e "de imediato", explica a GNR, foi montada uma operação que veio a encontrar os suspeitos na viatura descrita por testemunhas. Têm entre os 19 e os 20 anos, estavam em Mem Martins e foram entregues à PJ. 

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/guerra-de-ciumes-acaba-a-facada?ref=portugal_destaque

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

[Correio da Manhã] Menino empurrado e cercado por colegas na escola

Mãe diz que já fez quatro queixas 
desde o início do ano, em Sintra.

É mais um vídeo que já está nas redes sociais e mostra um menino de 11 anos a ser empurrado e cercado por colegas da mesma idade, no Agrupamento de Escolas Visconde de Juromenha, na Tapada das Mercês, em Sintra. VIDEOMenino empurrado e cercado por colegas na escola Mãe diz que já fez quatro queixas desde o início do ano, em Sintra. "Já não é a primeira vez que isto acontece com o meu filho que já nem me conta nada. Na segunda-feira chegou com a mão inchada e perguntei o que aconteceu. Não disse nada mas à noite vi que havia o vídeo. Isto aconteceu junto a um pavilhão a seguir à aula de Educação Física", contou ao CM a mãe, que pediu anonimato. A mulher disse ainda que já se queixou à direção da escola por quatro situações e até agora nada feito. 

Ler mais em: https://www.cmjornal.pt/sociedade/detalhe/menino-empurrado-e-cercado-por-colegas-na-escola

[Correio da Manhã] “Vão morrer todos, cambada de bófias”

Polícias atacados à pedrada 
e com garrafas obrigados a pedir reforços.

Quando a patrulha da PSP, constituída por quatro polícias, chegou ao bairro Casal de São José, em Mem Martins, Sintra, estavam entre 40 a 50 jovens na rua. Eram cinco da manhã da madrugada de domingo. A queixa apresentada por um morador dava conta de barulho em excesso na sequência de uma festa de aniversário. VIDEO“Vão morrer todos, cambada de bófias”, disse agressor de 19 anos Polícias atacados à pedrada e com garrafas obrigados a pedir reforços. Os agentes foram recebidos à pedrada e com garrafas de vidro, o que levou a patrulha a ter de chamar reforços – nomeadamente uma Equipa de Intervenção Rápida. Perante o avanço da multidão, um dos agentes disparou para o ar, o que motivou a fuga do grupo. Apenas um agressor foi identificado e detido, mas, presente ao juiz, ficou em liberdade, sujeito a Termo de Identidade e Residência. Ao que o CM apurou, o agressor de 19 anos tem sete processos pendentes - três deles precisamente por ofensas à integridade física. Ao longo da detenção, o jovem fez várias ameaças aos polícias. "Vão morrer todos, cambada de bófias de m..." e "vão arrepender-se", foram algumas. Apesar do trabalho difícil e do arremesso de pedras e de garrafas, nenhum dos polícias precisou de receber tratamento médico. 

Entretanto, ontem, o diretor nacional da PSP, superintendente-chefe Luís Farinha, enviou um email para todo o efetivo, com cerca de 22 mil polícias, onde comenta as agressões aos agentes e promete mais meios: "A direção nacional está a procurar a obtenção dos meios e a adoção dos procedimentos operacionais de autoproteção mais adequados, para reduzir os riscos no desempenho da sua missão". "Há um sentimento de impunidade. Nem na Bósnia vivi isto"  "Infelizmente, há um grande sentimento de impunidade. Sou polícia há 28 anos, já passei por missões na Bósnia e no Kosovo e não fui atacado assim". As palavras são do chefe Carlos Meireles, da esquadra da PSP do Montijo, que foi agredido na tarde de sábado quando socorria uma mulher que estava a ser maltratada pelo filho. Segundo o CM apurou, a vítima recusou dar cinco euros ao agressor para comprar droga. O agente está de baixa.

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/vao-morrer-todos-cambada-de-bofias

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

[sintranoticias] Cão com sinais de maus tratos retirado pelos bombeiros de varanda

As autoridades, com um mandado judicial, acabaram por intervir utilizando uma escada elevatória dos bombeiros voluntários de Algueirão-Mem Martins

Esta quarta-feira os bombeiros de Algueirão-Mem Martins foram chamados para retirar um cão, alvo de maus tratos, de uma varanda no bairro de Ouressa.

O SINTRA NOTÍCIAS apurou, junto de uma fonte ligada ao processo, que as autoridades tiveram conhecimento do caso depois de várias denúncias de vizinhos, indignados perante o estado de subnutrição do animal. A Polícia Municipal de Sintra iniciou então um processo de averiguações para apurar responsabilidades.

Já esta terça-feira, e depois de várias diligências processuais, o casal que vive no apartamento em causa foi avisado por uma Procuradora do Tribunal de Sintra que deveria permitir, voluntariamente, a intervenção das entidades responsáveis. No entanto a situação permanecia hoje inalterada. A Polícia Municipal de Sintra, com um mandado judicial, acabou por intervir utilizando uma escada elevatória dos bombeiros voluntários de Algueirão-Mem Martins.


O animal foi resgatado e encaminhado para o Centro de Recolha Oficial de Animais de Sintra.

terça-feira, 14 de novembro de 2017

[Correio da Manhã] Advogada sob ameaça em Mem Martins

Defende vítima de ex-marido que ameaça violá-la. 

A advogada da mulher que foi agredida e violada na madrugada de domingo em Mem Martins, Sintra, já tinha apresentado queixa na PSP no dia 21 de setembro deste ano por ser também ela constantemente ameaçada pelo agressor – que continua em fuga. Ao final da manhã de domingo, a advogada recebeu uma mensagem escrita que referia que seria a próxima a ser violada. A polícia chegou inclusivamente a mandar um carro-patrulha a sua casa. No mesmo dia a advogada apresentou nova queixa na esquadra da PSP de Queluz. Recorde-se que, tal como o CM noticiou, uma mulher foi encontrada inconsciente dentro de casa, em Mem Martins. Segundo a polícia, a vítima foi violada e depois transportada para o hospital Amadora-Sintra. A Polícia Judiciária de Lisboa está a investigar o caso. 

No ano passado, a vítima já tinha apresentado queixa às autoridades. O casal divorciou-se recentemente. Estavam juntos desde 2009. A mulher de 45 anos só forneceu algumas informações à polícia, mas estava muito debilitada e foi logo levada ao hospital. Deverá ser chamada em breve para falar sobre o caso.  PORMENORES  Porta arrombada A porta da casa da vítima de violência doméstica estava arrombada . Havia uma faca atrás da porta. Todos os vestígios foram recolhidos pelos inspetores da Polícia Judiciária de Lisboa que foram ao local. Mensagem a filhos Os filhos da mulher agredida e violada receberam também mensagens que os aconselhava a despedirem-se da mãe. Para além da PSP e da Polícia Judiciária, estiveram no local bombeiros da corporação de Algueirão-Mem Martins que a transportaram ao hospital.

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/advogada-sob-ameaca-em-mem-martins

[SIC Radical] Bispo e Fumaxa na apresentação do EP “Fora d'Horas” [video]



O Rapper 'Bispo' e o DJ 'Fumaxa' em entrevista no 'CC All Stars' na SIC Radical, no passado dia 17 de Outubro

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

[SIC Noticias] Funcionários de escola de Mem Martins em greve [video]

Os funcionários da Escola Secundária de Mem Martins estão em greve parcial esta semana. Exigem o reforço das equipas e melhores condições de trabalho, uma vez que para cerca de 2 mil alunos há apenas 20 assistentes. O Ministério de Educação disse à SIC que prevê para breve o reforço de equipas.


Funcionários de escola de Mem Martins em greve

Os funcionários da Escola Secundária de Mem Martins estão em greve parcial esta semana. Exigem o reforço das equipas e melhores condições de trabalho, uma vez que para cerca de 2 mil alunos há apenas 20 assistentes. O Ministério de Educação disse à SIC que prevê para breve o reforço de equipas.

sábado, 4 de novembro de 2017

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

[Sabado] Um GNR entre quatro detidos por tráfico de droga

Os suspeitos, detidos por suspeita de tráfico de droga nos concelhos de Sintra e de Mafra, ficaram em prisão preventiva.

Quatro homens, entre eles um militar da GNR, foram detidos por suspeita de tráfico de droga nos concelhos de Sintra e de Mafra. Os suspeitos ficaram em prisão preventiva, anunciou esta terça-feira a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL).

Numa nota publicada na página de Internet da PGDL é explicado que os arguidos, com idades entre os 28 e os 39 anos, "em comunhão de esforços, dedicaram-se ao tráfico de estupefacientes (cocaína e metilenodioximetanfetamina/MDMA), que distribuíam de forma direta a consumidores e vendedores a retalho", entre Março de 2016 e Outubro de 2017.

Os homens vendiam droga nas zonas de Mem Martins, Sintra, Assafora, Ericeira, Mafra, Praia das Maçãs e Azenhas do Mar, "usufruindo da experiência de investigação criminal do militar da GNR para evitar e iludir a obtenção de prova".

"Os arguidos ficaram em prisão preventiva por se verificarem os perigos de perturbação da ordem e tranquilidade públicas, de continuação da actividade criminosa e de perturbação do inquérito na vertente da aquisição e conservação da prova", explica a Procuradoria-Geral de Lisboa.

Também duas mulheres foram detidas no âmbito da investigação, tendo ficado em liberdade com a medida de coação de Termo de Identidade e Residência.

Durante a operação intitulada 'Villa' foram realizadas três buscas domiciliárias, cinco buscas não domiciliárias e 12 buscas em veículos, nas zonas de Sintra e de Mafra, durante as quais foram apreendidas 411 doses de cocaína, 8.050 euros em dinheiro, três veículos automóveis, duas armas de air soft e material de acondicionamento, corte e pesagem da droga.


A investigação prossegue sob a direcção do Ministério Público da 4.ª secção do Departamento de Investigação e Acção Penal de Sintra da Comarca de Lisboa Oeste, com a coadjuvação da GNR - Secção de Investigação Criminal do Grupo de Intervenção de Operações Especiais da Unidade de Intervenção - Lisboa.