28/11/2011

Fado em Algueirão Mem Martins

No dia em que o FADO foi considerado património imaterial da humanidade pela UNESCO, quero relembrar o nome de três fadistas que viveram na freguesia de Algueirão - Mem Martins:
- Max

Três fadistas de outros tempos, que marcaram uma época, no entanto, certamente nos tempos que correm, haverá outras vozes, e provavelmente de forma anónima, com muita qualidade na nossa terra..

Existem mais fadistas em Algueirão Mem Martins??? Quem? 



27/11/2011

Correios - Atrium Chaby

Gostei muito da informação existente no antigo espaço do Posto dos Correios do Atrium Chaby... e o nome do local onde temos de nos dirigir, rua: Orto de fanares... 

provavelmente efeitos do novo acordo ortográfico...

Reabertura Pastelaria/Padaria Orquidea - Mem Martins


Já reabriu na Av .Chaby Pinheiro em Mem Martins, a Pastelaria/Padaria Orquídea, com uma decoração mais moderna, um espaço mais confortável...

24/11/2011

Pinturas Revolucionárias

Em espírito de Greve Geral e contestação, decidi lembrar algumas pinturas que ainda são visíveis em paredes de Mem Martins, pinturas de outros tempos...  

"JUVENTUDE DIZ NÃO AO GOV. DE BALSEMÃO"
(Franscisco Balsemão foi primeiro ministro entre 1981 e 1983)

 "COM OTELO TODOS AO TERREIRO DO PAÇO"


Certamente ainda existirão mais pinturas perdidas nas ruas da freguesia mas...

O tempo passou, muita coisa mudou, mas o povo continua insatisfeita... e continuará sempre... nunca nenhum politico conseguirá satisfazer o povo...
(pinturas em São Carlos, junto do DeBorla e Santander)

20/11/2011

Mem Martins - Novo Restaurante FastFood

Não sei qual será a cadeia de restaurantes, mas o que tenho a dizer, é que num futuro muito breve (se tudo correr bem), irá abrir um novo restaurante de fast-food, entre o Aldi e o Pingo Doce, na Av. António Feijó... esperamos para ver...

No projecto será muito importante ter em conta a afluência de água neste local, em dias de muita chuva, como tem acontecido nos últimos dias...
Imagem meramente ilustrativa. Marca escolhida aleatoriamente.

[Jornal da Região] Uma justa homenagem a Orlando Raposo


Nome de ex-autarca atribuído a ligação Cavaleira-Ouressa.
Numa cerimónia que contou com a presença de autarcas de diferentes quadrantes partidários, o que revela a dimensão humana e amor à causa pública do homenageado, a freguesia de Algueirão-Mem Martins prestou tributo público a Orlando Raposo, quase onze anos após a sua morte, com a atribuição do seu nome à ligação entre Cavaleira e Ouressa. Uma obra que, aliás, foi uma das principais ‘lutas’ deste autarca, que presidiu à Junta de Freguesia no mandato de 1989/1993 e viria a ser reeleito em 2001. Uma actividade em prol da comunidade, que o adoptou em 1968, interrompida a 25 de Janeiro de 2002, mas que marcou os muitos amigos que, na tarde do passado sábado, não quiseram deixar de se associar à justa homenagem.
"Uma justa homenagem a um dos mais brilhantes políticos da nossa terra". Foi assim que o presidente da Junta de Freguesia, Manuel do Cabo, justificou o tributo a Orlando Raposo, "um homem de vários trajectos, e de projectos também, na sua vida familiar, profissional, autárquica e política". Como autarca estava sempre "presente, preocupado e disponível". O eleito autárquico destacou no seu antecessor "a delicadeza como assumia a responsabilidade de governar a Junta de Freguesia e a relação cordial e sincera que partilhava com os funcionários e membros do executivo".

Para o presidente da Câmara de Sintra, que conheceu Orlando Raposo num "tempo de transição política em Sintra", a presença de autarcas de diferentes forças políticas, na cerimónia de descerramento da placa toponímica, revela a justeza desta homenagem a quem "lutou por Algueirão-Mem Martins". Dirigindo-se à viúva do homenageado, desafiou Eugénia Raposo "a passar por aqui, olhe para a placa e sinta-se bem".
Maria João Raposo, filha do homenageado, agradeceu a todos os que, ao longo de quase onze anos, "têm estado sempre próximos" de si e da sua mãe, quando se encontram "mais frágeis, mais sensíveis e mais tristes", e a quem tornou possível esta homenagem, em especial a Junta de Freguesia e a Câmara de Sintra. Uma homenagem perpetuada numa artéria classificada como a mais apropriada porque constituiu, sem dúvida, uma das principais ambições do ex-autarca. "O meu pai costumava dizer que foi eleito pela população desta freguesia e, por essa razão, tinha como responsabilidade contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos habitantes de Algueirão-Mem Martins". "Foi imbuído deste espírito de bem-servir, conjugado com a percepção das vantagens da existência de uma ligação rodoviária entre Algueirão e Mem Martins, que o levou a idealizar este projecto", salientou a filha do homenageado, que destacou "o esforço, determinação e tempo que dedicou para que este sonho se tornasse realidade". Embora não tivesse tido a oportunidade de ver a obra concretizada, "por nos ter deixado de forma prematura", aos 65 anos de idade, foi-lhe conferida agora "a honra do registo público do seu nome ligado a esta avenida".
Nascido em Paço de Arcos em 1936, onde se dedicou à prática de hóquei em patins, Orlando Raposo veio viver para Algueirão-Mem Martins aos 32 anos, por motivos profissionais. Ao longo de 30 anos, foi administrador de uma empresa alemã da indústria farmacêutica, sediada na freguesia. O desejo de servir a comunidade, como militante e dirigente local do PSD, assumiu maior estatuto ao ser eleito como presidente da Junta de Freguesia em 1989, seguindo-se passagens pela Assembleia de Freguesia e pela Assembleia Municipal, tendo sido reeleito em 2001 para a liderança da freguesia de Algueirão-Mem Martins. A morte interrompeu a dedicação à causa pública a 25 de Janeiro de 2002.

Ler mais: http://jregiao-online.webnode.pt/products/algueir%C3%A3o-mem-martins%3A-uma-justa-homenagem-a-orlando-raposo/

18/11/2011

SMAS alertam para abordagens de "falsos técnicos"


Os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Sintra (SMAS) alertaram hoje para a existência de "falsos técnicos" que dizem aos munícipes estar a realizar análises à qualidade da água. 

Segundo o presidente dos SMAS, Baptista Alves, "falsos técnicos", apresentando-se como funcionários da empresa, "têm contactado clientes para irem às suas casas para efectuar análises à qualidade" da água. 

"Começou por ser em Queluz, mas agora já temos conhecimento da existência desta prática em Mem Martins, Cacém e na vila de Sintra", disse à agência Lusa o responsável, adiantando desconhecer, até ao momento, quais as intenções destas chamadas fraudulentas.

Baptista Alves explicou que os SMAS não efectuam qualquer tipo de cobrança nas residências dos clientes e que todos os serviços técnicos são pagos nos locais habituais de cobrança, alertando os munícipes para não permitirem a entrada destes técnicos nas suas habitações.

Fonte da PSP adiantou à agência Lusa que a polícia foi alertada pelos SMAS para esta situação, mas que até ao momento não há registos de burlas efectivamente concretizadas através deste método.

14/11/2011

Algueirão: Temporal provoca queda de poste de iluminação

O forte vento que se fez sentir um pouco por todo o país, ontem à tarde, fez com que o jogo entre o Algueirão e o União Mercês, referente à Série 2 da 2.ª Divisão da AF Lisboa, tivesse de ser interrompido.

Uma espécie de mini-tornado gerou o pânico no campo do Algueirão, derrubando a vedação e um poste de iluminação. Sem condições para continuar o jogo, o árbitro deu o encontro por terminado, com as equipas empatadas a zero.

Refira-se que o Algueirão, equipa treinada por Jorge Cadete, ocupa a 9.ª posição da tabela classificativa, com quatro pontos conquistados em sete jogos. 

Noticia "A Bola"
http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=298539&rss=1

13/11/2011

Chuva em Mem Martins

Este não é um tema novo, no entanto hoje de manhã registei o caos total novamente:
   - Estrada de Mem Martins cortada - zona da vigia
   - Rua do Coudel cortada
   - Rua Vitorino Nemésio cortada - junto ao Pingo Doce

Faz-se um rápido e fácil resumo: três das principais vias de Mem Martins estavam cortadas e sem acesso.

Quando é que alguém vai fazer alguma coisa relativamente a este problema? Ou será que acham isto normal?

Chuva no Fórum Sintra (inundação)

Hoje fiquei totalmente impressionado, pela quantidade de chuva que caiu durante a manhã, no entanto fico ainda mais impressionado, quando me desloquei ao Fórum Sintra, e sou surpreendido com o que assisti.
Quando cheguei, já se encontram alguns técnicos a bombear água para o exterior, no entanto, a minha visita foi bastante rápida, e 15min depois, sou surpreendido com chuva no interior do Centro Comercial, com água a cair do tecto na zona junto à farmácia. Apenas um segurança no local, e uma grande quantidade de água no chão.

O acesso de pessoas ao estacionamento, pela passadeira rolante, estava condicionado, devido à água que estava no piso -1. Como podem verificar na foto acima, água que caia dentro do estacionamento, proveniente da laje de betão.

Dirigir-me até ao meu carro também não foi tarefa fácil, com o piso estava alagado, e assim, fui obrigado a ter os pés totalmente dentro de água, num piso que se encontrava extremamente escorregadio. Resultado: um par de sapatos estragado.

Confesso que a minha vontade de sair rapidamente dali era grande, no entanto, as setas de saída, sugeriam-me que o local para sair, era exactamente o que estava encerrado, e assim, fui obrigado a procurar um segurança para me ajudar, com indicações de outra saída.

Eu apenas estive na zona da farmácia e no estacionamento, e não sei se terão ocorridos outros incidentes.


E eu pergunto, que raio de obra é esta? Na primeira forte chuvada, mete água por todo lado?

A chuva intensa registou-se durante um período de 1h30, e se fosse mais tempo? As pessoas estavam em segurança? Os carros estavam em segurança?

Existem algum plano de emergência para este tipo de situações, num espaço que recebe milhares de pessoas, ou os seguranças vão desenrrascando, e os Técnicos da Manutenção, vão dizendo que não podem fazer mais, como assisti hoje?

É seguro estar no Fórum Sintra?

12/11/2011

Unidade de Saúde Familiar - Tapada das Mercês [video]

A Unidade de Saúde Familiar da Tapada das Mercês é uma promessa muito antiga, e claramente uma necessidade. O presidente da Junta de Freguesia fala deste assunto à algum tempo, no entanto, tem sido pouco eficaz na sua reivindicação.


Segundo dizem, o espaço está concluído e praticamente equipado, no entanto falta o quase...

A Freguesia vive um problema igual a praticamente todo o pais, a falta de médicos de família, no entanto, vivemos numa fase complicada, onde é difícil reivindicar a abertura de novas instalações, quando na grande maioria do Pais, fecham espaços de saúde publica... Motivo:redução de custos.

A população exige mais saúde, mais atenção, no entanto, na reportagem transmitida pela SIC, não concordo com alguma argumentação usada, como o exemplo da distância de 3km entre a Tapada das Mercês e o Centro de Saúde. Quem utiliza este argumento, certamente não conhece a realidade do pais. Quantos Km's são necessários no Alentejo? E em Trás-os-Montes até se chegar a um médico? E os Moradores de Coutinho Afonso quantos kms fazem? E das Raposeiras? Do Recoveiro? 

Para além disso o Centro de Saúde não faz urgência a crianças, e a Unidade de Saúde Familiar também não...

Também acho interessante a frase do Presidente da Junta à SIC: "há médicos disponíveis para vir..." Para onde? Para um sitio que não tem data de abertura? Então porque não são colocados no Centro de Saúde? E estão disponíveis desde 2006?

E porque não se exige também umas instalações dignas para um Centro de Saúde? Um prédio de habitação arcaicamente adaptado, com dois elevadores reduzidos, escadas incrivelmente estreitas, e um espaço muito pouco funcional, parece o espaço certo e digno?

No entanto, apesar de algumas carências nesta área, a freguesia de Algueirão Mem Martins é uma privilegiada em Portugal, em questões de saúde... e porquê?
   - Têm Serviço CATUS
   - Têm um Serviço de Urgência Básica (SUB)
   - Têm a Urgência do Hospital Amadora-Sintra a 11,5km
   - Têm a Urgência do Hospital de Cascais a 9,5km

Acreditem que é um panorama muito bom em Portugal... mas é verdade que a Unidade de Saúde Familiar da Tapada das Mercês faz muita falta à população... no entanto é necessário ser mais cuidadoso, exigente e inteligente, nas mensagens que se passam à Comunicação Social...


06/11/2011

[Canal Q] "Roteiro Turístico de Mem Martins" [video]

O Programa "Inferno" do Canal Q, no passados mês de Outubro, dedicou a rubrica de viagens "Bobadela Meu Amor", com o repórter Francisco Gastão Pinto Coelho, a Mem Martins.

Aqui fica "Roteiro Turístico de Mem Martins
clica para ver o programa na integra 

01/11/2011

Pingo Doce - Casal da Cavaleira

As obras do novo Pingo Doce no Casal da Cavaleira, no Algueirão, avançam em bom ritmo, sendo já possível observar a volumetria da construção.

Pelo avançar das obras, certamente não faltará muito tempo para começar o recrutamento de pessoal para este novo espaço comercial. 

Será certamente uma nova janela de oportunidade de emprego, face aos elevados números de desemprego em Portugal.


Onde posso me inscrever, para poder trabalhar no Pingo Doce? 
Segundo a informação do site Pingo Doce (clica), terás de enviar a tua candidatura através de email para recrutamento@jeronimo-martins.pt

E face a este numero crescente de lojas da cadeia "Pingo Doce", lanço um questão, relacionado com esta marca: 

"Onde ficou localizada a primeira loja "Pingo Doce", na freguesia de Algueirão-Mem Martins??? ... 

resposta fácil para os mais antigos, e difícil para os mais jovens... eu lembro-me perfeitamente...