22/02/2015

Historia do Cinema em Mem Martins

Prédio Condé
Em Mem Martins, os primeiros filmes foram projectados na parede exterior do 'Prédio Condé', no largo da Estação.

Estrada de Mem Martins nº254




Em 1940 foi inaugurado o 'Cine Mem Martins', na Estrada de Mem Martins nº254.


Em Setembro de 1947 foi inaugurado o 'Cine-Teatro Chaby', com 850 lugares e 7 espaçosos camarins em dois pisos




A 23 de Outubro de 1981 no Centro Comercial Bela Vista, foi inaugurada a
'estudio 2M'.  



15/02/2015

OpiniãoAMM: Que futuro para AMM?

Texto Nuno Maior
(administrador do grupo facebook 'Por um Algueirão Mem Martins Melhor')


Muito se tem falado aqui no passado, nas recordações de infância que Algueirão Mem Martins (AMM) desperta em quem por cá passou ou, foi ficando… e que sorrisos isso me trouxe a recordar a minha própria infância. (Obrigado!)


No entanto, gostaria de partilhar um outro olhar, um olhar de presente para que possamos refletir no futuro, no nosso, e de AMM.

O que “é” AMM?
AMM é uma “cidade” dormitório. A maior parte dos seus moradores trabalham fora da zona, saem cedo de casa para defrontar o IC19, ou usarem os transportes públicos até ao seu destino.

Isto implica uma população que chega também tarde a casa, que não tem tempo para se dedicar a outras atividades, sejam tarefas domésticas, ou lazer, como ir ao ginásio, ou simplesmente disfrutar da família, descansar, ler, ou participar ativamente na sociedade, através de associações de moradores, fazendo voluntariado por exemplo…

Com este “corre-corre” de um lado para o outro quem tem tempo….para… ir passear? E… ir passear onde?

Quem tem tempo para ir à mercearia do bairro fazer as suas compras, ou beber aquela cerveja (prometida há quanto tempo?) com o seu vizinho (que até o desenrascou daquela vez…)
Quem tem tempo para ir a oficina do Sr. “Joaquim” para dar “um jeito” no carro?
Quem tem tempo para participar ativamente na “Sociedade”?

Isto remete-me inequivocamente para o nosso presente, para uma vida levada a correr, citadina e que quem mora nos “subúrbios” entende “bem”.

Uma vida “desligada” do resto da comunidade envolvente, uma vida sem convívio com o(s) seu(s) vizinho(s). Matou-se o conceito de Bairro!


Com o narrado acima pretendo fazer uma relação. E essa relação é a proliferação das ditas grandes superfícies, das grandes cadeias de oficinas, e de outro tipo de serviços que estando deslocalizada fora das localidades (Porquê?) e com outro tipo de horários mais abrangentes que (co)respondem a este estilo de vida do “corre-corre”… Mas.. A que preço?

10/02/2015

[Jornal da Região] Expectativa para construção de novo Centro de Saude

Abaixo, texto extraído do Jornal da Região [Sintra] de 28 de janeiro de 2015 (link)



 

No final do passado mês de janeiro foram celebrados protocolo para a construção de novos centros de saúde no concelhos de Sintra, incluindo o 'novo Centro de Saúde de Algueirão Mem Martins'

texto Jornal Região (clica para ampliar)
Ao que tudo indica, o novo Centro de Saúde será localizado na antiga fabrica da Messa, em Mem Martins.
[e assim se perde mais um serviço no centro da vila] 


08/02/2015

Abandonado Mercado de Fanares

O edifício do antigo Mercado de Fanares em Mem Martins demonstra sinais de degradação... abandono... 
E agora, como reutilizar este espaço publico, numa freguesia com tantas carências??
Cultura?? Comercio?? Serviços?? Desporto?? Educação?? 
Ideias??? Sugestões???o que gostavas de ver neste espaço??
...

Abaixo, estudo preliminar de Reabilitação 'ConcreteHouse-Consulting'
http://www.concretehouse-consulting.com/slideshow-mercado-de-fanares.html

Partida do 'VIII GP Atletismo de Algueirão-Mem Martins - 2015'

8Fev2015



07/02/2015

Landim - Karrega Bu Shot Ku Amor [video]




Karrega bu shot ku amor
Dexa di lado odio raiva rancor
Descriminacon pamodi cor
Putos cu fomi ki dia ki nu ta das 1 vida midjor,
Dja basta di dor

Si e ka mi ou bo 
E bu fidjo ki sa muda mundu
Akredita nisso nem k seja um segundo
Su tem amigu presu na mo di injusto
Ko dexa bai em vao memoria di nos difunto
Passadu dja passa putu homi construi bu futuru
Mentalizadu bu ta dirruba qualquer muro
Si bu e puro, fazi kel ki bu ta shinti
Tem munti alguen ki na meio di ses verdadi es ata minti
Midjor arma contra pobreza e edukason
Uniko salvacon di povos di 3a dimensao
comesa ta partilha pon, partilha informacon
Munti katem nocon di signifikado di corrupcon
Sistema judicial di lokos
Niggaz ta intxi kana ta durmi 1 riba kelotu
Ka ta pa entendi guerras ka ta caba
Dinheru pa missil bala
bebe ta tchora fome ma kela e ka nada

Alenu li nu ta kexa ma baixa cabesa
Hemisferio sul ta dexau ta pensa
Leste de europa movimentos di extrema direita 
Pronto pa mata pa fundamenta kel ki es ta argumenta
Sima ki antigo fantasma sta na meio di nos, 
assassinos em nomi di Deus
globalizacon versus America
Donus di mundu lords di planeta
Ditadores manipuladores di media
Di kada percentagem di kada audiencia 
Ki nu ta consumi diariamente, e dependencia 
Droga violencia adolescencia edukado pa influencia
Diamanti novo sem brilho jovem di futuro perdido, 
Instrumento di mudanca, pekeno giganti adormecido
Ntem mil i um motivos pa fika revoltado
mas Hoje nteni shot cu love karegadu


(port)
Se não for eu ou tu, os nossos filhos irão mudar o mundo
Acredita nisso nem que seja por um segundo
Se tens um amigo preso na mao dos injustos 
Não deixes ir em vão as memórias dos nossos defuntos
Passado e passado, puto-homem constrói o teu futuro
Mentalizado derrubarás qualquer muro 
Se es puro, faz o que sentes
Muitos mentem dizendo a verdade
Melhor arma contra a pobreza e a educação
Começar a partilhar o pão, partilhar a informação
Muitos não tem noção do significado de corrupção
Sistema judicial de loucos
Negros enchem a cana e dormem uns em cima dos outros
Não da para perceber porque que as guerras não acabam
Dinheiro para mísseis e balas, bebes choram de fome mas isso não e nada?

Aqui queixamo nos, mas baixem a cabeca
Hemisferio sul vai vos deixar a pensar
Leste de europa, o movimento de extrema direita
Prontos a matar para defender tudo o que argumentam
Parece que antigos fantasmas pairam no meio de nos
Assassinos em nome de Deus
Globalização vs america
Donos do mundo lords deste planeta
Ditadores manipuladores da media
De cada percentagem de cada audiência
Que consumimos diariamente, e dependência
Droga, violência, a adolescência e educada por influencias
Diamantes novos sem brilho, jovens de futuro perdido
Instrumentos da mudança, pequenos gigantes adormecidos
Tenho mil e um motivos para estar revoltado
Mas hoje carreguei a minha arma com amor. 

Carrega a tua arma com amor
Deixa de lado o ódio, raiva e o rancor
Descriminação por causa da cor
Crianças com fome, quando irao ter uma vida melhor?


04/02/2015

[TVI24] Acidente com ambulância condiciona IC19


Dois bombeiros ficaram feridos.

Uma ambulância de transporte de doentes esteve envolvida numa colisão com outros dois veículos, esta quarta-feira, cerca das 8:50, na saída de Mem Martins, no IC 19, sentido Sintra - Lisboa. Um dos carros capotou. 

De acordo com o INEM, em declarações à TVI24, dois bombeiros ficaram feridos, não se sabendo qual a gravidade dos ferimentos.

Foram acionados para o local do acidente os bombeiros de Algueirão e de Mem Martins.

01/02/2015

OpiniãoAMM: O Chiado do concelho de Sintra

Texto Paulo Marques
(comerciante)



A Estação de Algueirão ­Mem Martins, originalmente denominada de Algueirão, entrou ao serviço no dia 2 de Abril de 1887, o edifício de passageiros que ainda hoje funciona, procurou-­se usar um design que aliasse os estilos clássicos e modernos da época.

Em 1934, o apeadeiro de Algueirão ficou em 4º lugar num concurso de jardins da Linha de Sintra. 


Após uma pequena introdução sobre a estação de comboios da nossa freguesia, irei abordar neste pequeno texto, a centralidade da estação para o lado do Algueirão e Mem Martins. Irei escrever sobre um lugar que no passado fora o centro da localidade cheio de vida, alegria e juventude, hoje é um sitio feio, despido de alma, descaracterizado e velho.


Nos anos 80 com o fecho da passagem de nível, começou o declínio do Centro de Algueirão, o seu 
fim. Hoje não há vida, não há juventude, é um centro a quem foi roubado a vida, todos os edifícios contíguos à estação estão muito mal tratados, em ruínas, à venda, com a maior parte das lojas encerradas à vários anos. Mem Martins, por seu lado, o seu centro só entra em declínio mais tarde, nos finais dos anos 90 e princípios da 1ª década do sec XXI, para isso contribuiu a deslocalização do Mercado de Fanares, de todos os Serviços Públicos e fecho de algumas lojas ancoras.


Nos anos 80 e 90, o centro e sua zona comercial de Mem Martins era considerada o Chiado do 
concelho de Sintra, era onde estavam as melhores lojas da Periferia de Lisboa, as melhores Lojas de Roupa, Calçado, Decoração, as melhores Pastelarias, os melhores Restaurantes, vinham pessoas de Mafra, Cascais, Amadora, Loures e mesmo de Lisboa às compras.


Aos fins de semana era um mar de gente a passear pelas ruas da nossa Vila, no Natal as ruas 
estavam todas iluminadas e cheias de de famílias. Hoje o centro da nossa freguesia e o Largo da Estação são edifícios velhos a precisar de serem restaurados, um centro feio, onde as pessoas não circulam, mal iluminado, um centro sem atracções para as pessoas desfrutem os seus tempos livres.


O centro da nossa vila está doente, está a morrer lentamente, sem que ninguém se importe e o 
trate. 


Eu quero ser do tempo, num futuro próximo, muito próximo, que o Largo da Estação (centro da nossa freguesia), tenha Cor, Magia, Alegria, Vida, Pessoas, Edifícios Restaurados, que os seus Habitantes tenham orgulho em viver em Algueirão – Mem Martins....