Tempo em Algueirão Mem Martins

sexta-feira, 31 de maio de 2019

[Correio de Sintra] CUF Sintra começa a funcionar nas novas instalações .



A CUF já começou a informar os seus clientes que, a partir de 2.ª feira, os seus serviços começam a ser prestados nas novas instalações - na antiga Schering (em frente ao Hotel Ibis e junto ao IC19). 

A abertura das restantes valências hospitalares irá ser faseada, até 2020. O Hospital CUF Sintra representa um investimento de 30 milhões de euros e vai gerar 345 postos de trabalho diretos. O projeto foi apresentado no dia 4 de julho de 2017, no Museu das Artes de Sintra.


segunda-feira, 27 de maio de 2019

sábado, 25 de maio de 2019

'Elefante de Papel' - O Pedro

Pedro Bispo tem 26 anos mas percebemos-lhe uma maturidade inesperada e também uma calma bonita de quem já percebeu algumas coisas importantes da vida.
Foi uma das entrevistas que mais gostei de fazer no Elefante de Papel porque o Pedro reponde a todas as perguntas com uma pureza e honestidade raras.
Leiam mais em https://www.elefantedepapel.pt/o-pedro/


Teatro: 'Filha da Mãe'


Em parceria com o Mem Martins Sport Clube e com o apoio da Junta de Freguesia de Algueirão – Mem Martins, convidamos todos os nossos Sócios e Amigos a virem assistir a esta espetacular comédia musical, com as atrizes Paula Marcelo e Marisa Carvalho!

Mais informações em:
http://motardsdoocidente.pt/event/filha-da-mae-comedia-musical/

Garantimos uma noite memorável e cheia de boa disposição! Não faltem!

sexta-feira, 24 de maio de 2019

André Ventura natural de Mem Martins

André Ventura tem 36 anos, nasceu e cresceu em Mem Martins e há quem diga que é daí que lhe vem o trauma. Confessa que foi ali que sentiu pela primeira vez a clivagem social que agora combate: "Aqueles que não querem fazer nada, que vivem à nossa conta, paredes meias com os que precisam da ajuda do Estado e a quem o Estado falha".

Entrou para a política aos 17 anos, mas antes disso queria ser padre e chegou a frequentar como aluno externo e por mais de um ano o Seminário de Penafirme [Seminário de Nossa Senhora da Graça], até se apaixonar por uma colega de turma. Depois seguiu Direito.

André Ventura inscreveu-se aos 17 anos no PSD, e foi membro da estrutura local do PSD. Em 2019 é cabeça de lista da coligação 'Basta' (Chega! + Partido Popular Monárquico + Partido Cidadania e Democracia Cristã + Democracia 21) às eleições europeias.

O que o liga a Sintra?
Tudo. Nasci em Sintra. Vivi em Sintra até ir para a Faculdade de Direito e, mesmo depois de me tornar Professor, continuei a residir em Sintra. É a minha terra, a única que verdadeiramente em apaixona e cujos problemas – de segurança, de estabilidade, de qualidade de vida – verdadeiramente me preocupam. Sou um sintrense de gema. Quem me conhece sabe que amo Sintra com todo o meu coração.



GROGNation X Sam The Kid - Cara [video]


quinta-feira, 23 de maio de 2019

Feira das Culturas em Ouressa


A Escola Básia 2/3 de Ferreira de Castro, em Ouressa, recebeu a Feira das Culturas, com várias oficinas e entretenimento para os mais pequenos.

Foi no dia 24 de maio que realizou-se a Feira das Culturas. Um evento em parceria com a Câmara Municipal de Sintra, a Junta de Freguesia de Algueirão-Mem Martins e o Ministério da Educação.

Porque esta é a maior freguesia da Europa e onde existe um dos maiores aglomerados de diferentes culturas, esta feira veio mostrar que o que nos torna diferentes é também aquilo que nos une.

Com a presença da secretária de estado da Educação, Alexandra Leitão, e o vice-presidente da Câmara Municipal de Sintra, Rui Pereira, das 10 às 18 horas, houve desfiles de trajes e bandeiras do mundo; exposições e muito mais.

A iniciativa juntou alunos e pais de várias zonas da freguesia e houve de tudo um pouco para mostrar o que caracteriza as várias culturas do mundo. Desde exposições, a jogos e atividades lúdicas, tudo foi feito a pensar em mostrar o que é tradicional em cada país. Viram-se danças e músicas de vários locais; assim como artesanato e um espaço com “sabores do mundo”.

No fim foi feito ainda um piquenique conjunto, num momento de confraternização entre as várias culturas presentes nesta feira.

quarta-feira, 22 de maio de 2019

Feira celebra tradição portuguesa


O Largo Joaquim Rodrigues, no Algueirão, recebeu nos dias 24 e 25 de maio, a “Festa Saloia”. Um Festival de Folclore que durante o fim de semana animou aqueles que não dispensam esta arte portuguesa.

Ao longo dos dois dias passaram pela festa grupos como o habitual Rancho Folclórico e Etnográfico “As Mondadeiras do Algueirão” que recebeu ao longo da festa diversos grupos amigos que vieram de várias zonas do país.

O Grupo Folclórico Juvenil de Oliveira do Sul (de S. Pedro do Sul) veio mostrar que não são apenas os mais crescidos que aderem a esta arte portuguesa, mas que os jovens também podem sim, divertir-se e preservar o que de melhor se faz em Portugal.

De Santarém, o Grupo Danças e Cantares Ribatejanos veio também alegrar os visitantes, com música, danças e cânticos desta zona do país. Do Minho, o Rancho Folclórico “Florinhas do Minho” trouxe a sua identidade ao peito e mostraram com orgulho, a riqueza nas suas danças, no trajar e no cantar.  Dança e animação numa festa típica portuguesa que mantém a tradição aquilo que se faz de melhor em Portugal.
Além do folclore o recinto do Largo Joaquim Rodrigues teve, como já é habitual nas festas da região, espaço para os comerciantes locais que expunham os seus produtos, cantinho da restauração e ainda muita diversão a pensar nos mais pequenos.
Uma festa que já é uma tradição no Algueirão e que traz ao peito o orgulho do folclore que é património histórico e cultural imaterial, desde abril deste ano.

segunda-feira, 20 de maio de 2019

Quizzz Verão 'Algueirão Mem Martins' 2019

Para terminar o ano do 10º aniversário do 'Blog Algueirão Mem Martins' vou continuar o QUIZZZ com questões relacionadas com a Freguesia. 
Assim, até ao Dia de Nossa Sra. da Natividade (8 Setembro) e dia de aniversário deste Blog, serão lançadas novas questões para relembrar ou aprender algo sobre Algueirão Mem Martins, todos os sábados, domingos, terças e quintas feiras.

As questões surgirão na Pagina de Facebook do blog às 9h20 e a resposta surgirá no mesmo dia às 21h20, durante os meses de Junho, Julho, Agosto e inicio de Setembro.

Nesta etapa de Verão não serão atribuídos pontos aos mais rápidos a acertar, nem existirão prémios...


Vamos todos Participar....




Caminhada Dia Mundial sem Tabaco 2019

No próximo dia 31 de maio, participe na Caminha do Dia Mundial Sem Tabaco. Uma iniciativa do ACES Sintra em parceria com a junta de freguesia de Algueirão-Mem Martins. Inscreva-se gratuitamente na USF Natividade, em Ouressa

segunda-feira, 6 de maio de 2019

[Público] Nova Mesquita na Tapada das Mercês

Era “uma necessidade”. Na Tapada das Mercês até há pouco mais de uma década “não havia nada” nem ninguém para ajudar os miúdos que regressavam da escola com os trabalhos de casa para fazer. Os pais, oriundos da Guiné Conacri, de Moçambique, do Senegal, que tinham imigrado para Portugal à procura de uma vida melhor, não os conseguiam ajudar. Foram eles que ajudaram a construir esta parte do concelho de Sintra — longe do bilhete-postal que é a vila de Sintra— que de aldeia passou a selva de betão. 

Estávamos em 2007 quando um grupo de “pessoas de vários países e culturas” se juntou para criar, não só um espaço de oração, mas um espaço onde se pudessem partilhar experiências, melhorar a integração dos imigrantes e, ao mesmo tempo, se promovesse o conhecimento e valorização das culturas dos seus países, e da religião islâmica. 

Em Agosto desse ano seria erguido o primeiro pilar da Comunidade Islâmica da Tapada das Mercês e Mem-Martins: uma mesquita que, ainda que fosse improvisada, se tornou espaço de culto para aquela comunidade. Até aos dias de hoje, a mesquita funciona numa garagem, onde os crentes fazem o seu culto. Se tudo correr como o previsto, a comunidade islâmica da Tapada das Mercês terá, no início do próximo ano, um local de oração mais digno, assim como um grande centro de apoio à comunidade local, que está a ser construído num terreno cedido pela autarquia.

quinta-feira, 2 de maio de 2019

Vale de Porcas

Por artes mágicas com pozinhos perlim-pim-pim e tudo, o que antes se chamava “Vale de Porcas” ou “Vale Porcas” sem “de”, virou “Vale Flores”. A origem do primeiro nome tem a ver com a existência de muitas cortes suínas de que até a realeza se recorria para abastecer as despensas e as salgadeiras dos Palácios da Vila e da Pena e, também, o de Queluz, desde a época dos desvarios de Carlota Joaquina que consorte rainha se tornou quando o regente D. João foi Rei com o número VI.
Este “Vale”, agora “Flores” e antes “Porcas”, corresponde à parte antiga com entrada por Ranholas ou Chão de Meninos, na banda de cima do A 16. Do lado de Mem Martins, fica então a parte nova de “Vale Flores” que nunca chegou a ser “Vale Porcas” e, antes, “Chancuda” e “Casal da Charneca”.
Extraído dos textos “Abrunheira, Terra com História” de Silvestre Félix, publicados no extinto blogue “Aldeia Viva” durante 2007 e 2008.

quarta-feira, 1 de maio de 2019

I Passeio de Cicloturismo do Cabeço da Fonte

A Associação de Amigos do Cabeço da Fonte, no Algueirão, abriu inscrições, para o I Passeio de Cicloturismo, na freguesia de Algueirão Mem Martins, iniciativa que ser realiza no dia 5 de maio.