sábado, 21 de abril de 2018

[CMS] Inauguração da Av. Chaby Pinheiro

A Câmara Municipal de Sintra vai assinalar os 44 anos do 25 de abril com música, desfile das corporações de bombeiros do concelho, fanfarra e bandas filarmónicas, almoço convívio e inauguração de novas obras.
As comemorações começam logo na noite de 24 de abril, às 21h00, com um concerto pela Real Companhia, junto à estação da CP de Rio de Mouro.

Depois, no dia 25 de abril, às 10h00, nos Paços do Concelho, decorrerá o tradicional hastear da bandeira e, uma hora mais tarde, iniciar-se-á o desfile das nove corporações de bombeiros voluntários e de nove bandas filarmónicas do concelho, com início na Volta do Duche (junto ao parque infantil). Por este motivo, haverá corte de trânsito na Volta do Duche entre as 10h45 e as 12h30.
Pelas 12h45, o presidente da Câmara de Sintra, Basílio Horta, irá inaugurar a requalificação de uma das principais avenidas da freguesia de Algueirão-Mem Martins, a Chaby Pinheiro e ruas envolventes.

E, pelas 15h30, o programa culminará com o início da obra do Eixo Verde e Azul – troço de Sintra (1ª fase), Rio Jamor e afluentes, e com assinatura do auto de consignação, na Matinha de Queluz.

quarta-feira, 18 de abril de 2018

[Correio da Manhã] GNR, PSP e agente do Fisco detidos por corrupção

Dezasseis pessoas foram presas por suspeitas de 
corrupção passiva, tráfico de influências, 
acesso ilegítimo e abuso de poder.
Dezasseis pessoas foram detidas, entre elas um elemento da GNR, um da PSP e outro da Autoridade Tributária, por suspeitas de corrupção passiva, tráfico de influências, acesso ilegítimo e abuso de poder, numa operação que decorre na zona Oeste de Lisboa. Segundo uma informação colocada na pagina na internet da Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa, às 16 pessoas detidas na terça-feira e esta quarta-feira juntam-se mais quatro detidos em outubro, entre os quais um militar da GNR, que estão em prisão preventiva por suspeitas de tráfico de droga. 

Os principais detidos da investigação estão indiciados por associação criminosa, corrupção ativa, exploração ilícita de jogo, jogo fraudulento, usura para jogo, falsificação de documento, falsas declarações agravadas, crimes de material de jogo, favorecimento pessoal, fraude fiscal, burla tributária agravada, branqueamento de capitais, tráfico de influências. 

Foram realizadas oito buscas domiciliárias, 33 não domiciliárias, das quais oito a estabelecimentos comerciais, dois em escritórios de contabilidade e vários mandados de pesquisa informática, a maioria das quais em Mem Martins, Sintra. Segundo o MP, entre março de 2016 e outubro de 2017, em conjunção de esforços, os arguidos dedicavam-se ao tráfico de droga, usando "a experiência de investigação criminal de um militar da GNR para evitar e iludir a obtenção de prova. 

A investigação concluiu que a atividade criminosa dos detidos "só foi possível mediante a colaboração de elementos de forças de segurança e outras entidades que encobriam e auxiliavam a atividade desenvolvida, mediante a prestação de informações confidenciais a que tinham acesso no exercício das suas profissões". No decurso das buscas, indica o comunicado, foram encerrados três estabelecimentos comerciais, bloqueadas cerca de 90 contas bancárias e apreendidos imóveis, nove viaturas, cerca de 85 mil euros, documentação, máquinas de jogos ilegal e quatro armas de fogo, entre outros artigos. Os detidos serão sujeitos a primeiro interrogatório judicial na quinta-feira.

Ler mais em: https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/gnr-psp-e-agente-do-fisco-detidos-por-corrupcao

segunda-feira, 16 de abril de 2018

[Diario Noticias] Censos 2021 testam novo modelo em 35 mil residentes no país

Sete freguesias-tipo vão avaliar alterações aos formulários para o recenseamento de 2021 e aos meios de resposta. Hoje é o dia D do teste, com uma novidade: contactos por telefone

Os Censos 2021 já começaram. A partir de hoje, 35 mil pessoas vão responder às perguntas que permitem saber quem são os habitantes nacionais. É o primeiro teste à população, que deverá reagir de preferência pela internet mas também por telefone e presencialmente.

Quem reside em Algueirão-Mem Martins (Sintra), Ceira (Coimbra), Matriz (Borba), Santa Bárbara de Nexe (Faro), Angra-Nossa Senhora da Conceição (Angra do Heroísmo), Sé (Funchal) e União das Freguesias de São Mamede de Infesta e Senhora da Hora (Matosinhos) já recebeu as cartas com as perguntas. Tem agora até ao dia 13 de maio para responder pela internet ou por telefone, sendo o dia de referência 16 de abril. Apenas nas freguesias de Sintra e de Matosinhos não será inquirida toda a população.


União das Freguesias de São Mamede de Infesta e Senhora da Hora (Matosinhos) já recebeu as cartas com as perguntas. Tem agora até ao dia 13 de maio para responder pela internet ou por telefone, sendo o dia de referência 16 de abril. Apenas nas freguesias de Sintra e de Matosinhos não será inquirida toda a população.


As sete freguesias são "representativas dos meios urbanos e rurais, do perfil da população, de modo a que possa ser avaliada a adequação dos diferentes subprocessos e a operacionalização dos meios", explica o Gabinete de Comunicação do Instituto Nacional de Estatística (INE).

É um teste para avaliar as alterações introduzidas do ponto de vista técnico e não de conteúdos. Perceber se funciona o modelo de distribuição de cartas com os códigos para resposta pela internet ou pelo telefone, o que foi feito segundo um levantamento prévio das áreas de trabalho atribuídas aos recenseadores. Testar ainda o modelo dos questionários e as três formas de resposta: pela internet, por telefone ou porta-a-porta.

Cada envelope enviado para os 19 mil alojamentos que constituem a amostra deste teste, envolvendo 35 mil residentes, tem um código para o preenchimento dos questionários via internet, já que se pretende que este seja o principal canal de recenseamento. Esta via reuniu metade das respostas nos Censos 2011. O que é novidade é a inquirição telefónica, através do número gratuito 800 30 20 21.

Quem não tiver possibilidade responder pela internet ou por telefone terá um recenseador à porta entre os dias 14 e 27 de maio (16 de abril é a referência). Pela primeira vez, este trabalho de campo será feito com recurso às plataformas digitais (smartphones, tablets e PC), podendo este verificar em tempo real quais os alojamentos de onde não houve resposta pela internet ou pelo telefone.

"O desenho do novo modelo censitário está em linha com as mais recentes práticas internacionais nesta matéria - Austrália, Nova Zelândia ou Canadá apostaram recentemente num censo digital - como o que está em preparação para 2020 nos países da EU, designadamente no Reino Unido ou Alemanha", referem os responsáveis do INE.

Em relação aos conteúdos dos questionários, será feita uma consulta pública a partir da última semana de abril. A sociedade em geral terá a oportunidade de opinar sobre a informação que julga ser necessária a um recenseamento demográfico. Este processo já foi iniciado junto dos utilizadores institucionais, prevendo-se que esteja concluído até ao final do ano.

A versão final do questionário a aplicar em 2021 só ficará concluída em 2020. Está condicionada "pelos resultados dos testes a realizar em 2018 e 2019". No próximo ano haverá um segundo teste à população com as alterações introduzidas depois deste primeiro ensaio.

"Entrámos numa fase mais intensa", diz Anabela Delgado, responsável pelo gabinete dos Censos do INE
A fase dos testes significa que o processo de recenseamento da população vai acelerar a?
Significa que entramos numa fase mais intensa e mais visível da preparação dos Censos 2021. Estas operações envolvem diversas etapas e entramos na fase experimental. A partir de agora, envolvemos a população.

Como é que foram selecionadas as sete freguesias para o primeiro teste?
O INE selecionou uma freguesia em cada uma das Regiões NUTS II [Norte, Centro, Área Metropolitana de Lisboa, Alentejo, Algarve, Açores e Madeira]. As freguesias foram escolhidas tendo em atenção vários aspetos: características mais urbanas ou mais rurais, caracterização socio-demográfica da população e fatores operacionais, como a dimensão e a logística.

Qual é o objetivo deste teste?
Em 2018, vamos focar-nos em testar duas grandes áreas: uma orientada para facilitar a resposta aos censos por parte da população e a outra orientada para a melhoria da eficiência do trabalho de campo.

Quais são as principais diferenças comparativamente a 2011?
O Censos 2021 vai ser digital. Vamos substituir a distribuição de questionários porta-a -porta pelo envio de uma carta, com o código necessário para responder pela Internet. Vamos colocar, pela primeira vez, à disposição uma Linha telefónica gratuita para resposta ao inquérito. Vamos, também, testar a resposta em dispositivos móveis tablet, smartphone, que não estava acessível em 2011. Vamos testar a formulação das perguntas e uma mudança no trabalho de campo, através do recurso a dispositivos móveis por parte dos recenseadores

Há a intenção de introduzir novas perguntas?
Essa é uma matéria em fase de avaliação. Está em curso um processo de auscultação junto de um vasto conjunto de entidades. Em breve, lançaremos um processo de consulta publica. Até ao final do ano, todos os contributos serão avaliados em sede de Conselho Superior de Estatística.


domingo, 1 de abril de 2018

[Correio da Manhã] Muçulmanos constroem centro com mesquita em Sintra

Associação Islâmica vai construir equipamento 
em terreno cedido pela câmara sintrense.

Seis anos depois de ter sido lançada a primeira pedra, ainda pelo antigo presidente da Câmara Fernando Seara, a construção do centro comunitário com mesquita vai finalmente avançar na Tapada das Mercês, em Sintra. 

A cerimónia de arranque das obras reuniu ontem dezenas de pessoas da comunidade islâmica. "É uma mais-valia para todos os residentes e é marcante para a comunidade islâmica nesta localidade e no concelho de Sintra", disse ao CM o sheik David Munir, imã da Mesquita Central de Lisboa. Segundo o projeto de arquitetura, o equipamento vai incluir centro de dia, creche, clínica, refeitório e biblioteca, entre outras valências. "A partir de agora vamos pedir donativos para construir o centro comunitário e a mesquita. O custo deverá ser de 1,5 milhões de euros", afirmou Mamadou Ba, presidente da associação. A mesquita terá "a porta orientada segundo o eixo de Meca" e haverá "um espaço de oração para homens e outro para mulheres", afirmou o arquiteto Júlio Londrim, autor do projeto. A comunidade muçulmana da Tapada das Mercês é formada por centenas de pessoas oriundas da Guiné, Senegal e Egito, entre outros países. Atualmente, o culto é feito numa garagem onde muitas pessoas ficam do lado de fora. A construção da mesquita é muito importante para a comunidade. "É importante para mostramos o que é o Islão. Hoje temos uma má imagem, por causa de muçulmanos que tomam atitudes erradas", afirmou ao CM Mohamed, de 26 anos. A Câmara de Sintra cedeu o terreno onde será erigido o centro, com 7141 metros quadrados. A autarquia poderá ainda colaborar nas futuras respostas sociais, afirmou o vereador Eduardo Quinta Nova.

Ler mais em: https://www.cmjornal.pt/portugal/cidades/detalhe/muculmanos-constroem-centro-com-mesquita-em-sintra