30/06/2010

Camara da Amadora realoja familias no Algueirão (mais uma vez)

A Câmara da Amadora está a comprar casas no concelho vizinho de Sintra para realojar famílias que vivem em barracas, na área de influência da CRIL, mas a autarquia liderada por Fernando Seara promete oposição e já veio dizer que "é um acto ilegítimo e injusto".
À falta de fogos disponíveis no seu próprio concelho e para concluir rapidamente o processo de realojamento de famílias que estão em rota de colisão com a CRIL, cuja construção avança a todo o vapor, a Câmara da Amadora decidiu procurar, na vizinhança, fogos a custos controlados para instalar dez famílias.

Os 10 fogos estão a ser adquiridos em Sintra, distribuídos pelas freguesias de Algueirão-Mem Martins, Monte Abraão, Rio de Mouro, Cacém e Queluz, esclareceu Carla Tavares, acrescentando que são realojamentos de "famílias estruturadas", que trabalham e que serão acompanhadas por técnicos da autarquia da Amadora. "Não são pessoas que vivem do Rendimento Social de Inserção", argumenta a vereadora.


No final dos anos 90, no segundo mandato de Edite Estrela na Câmara de Sintra, já tinham sido realojadas 40 famílias da Amadora na cooperativa Coopalme, em Algueirão. "Na nossa óptica, esse processo também não correu bem, tendo em conta que a Câmara da Amadora não assegura o acompanhamento dos moradores desses fogos", avalia agora a vereadora da habitação da Câmara Municipal de Sintra, Paula Simões.

Excertos de Noticias Jornal de Noticias e Publico

Excerto da discução do Assunto na Assembleia Municipal

26/06/2010

Achas que Sabes Dançar - Candidata Mariana Paraizo - Mem Martins

No concurso da SIC "Achas que Sabes Dançar" continua a dar boa conta de si uma concorrente residente em Mem Martins, a Mariana Paraizo.

Nasceu no Brasil mas está em Portugal há mais de dez anos.

Tem quatro anos de formação técnica em Ballet, Jazz, Dança Contemporânea e Hip-Hop no Brasil. A esta lista acrescenta-se um curso de instrutora de Hip-Hop, um de formação para bailarinos e vários trabalhos em diversas empresas como bailarina e coreógrafa em Portugal, Espanha e Luxemburgo, bem como a frequência em diversos workshops. 


 


Ao entrar no programa «Achas que Sabes Dançar?» a Mariana pretende apoiar o crescimento e a divulgação da dança em Portugal.

Para além disso, quer mostrar as suas capacidades! Os espectadores costumam gostar da sua energia, linhas, flexibilidade e carisma. Mesmo assim, pensa que ainda precisa de evoluir e que tem capacidades para tal.


http://sic.sapo.pt/online/sites+sic/achas-que-sabes-dancar/finalistas/marianaparaizo.htm












25/06/2010

Requalificação da zona da Estação de Mem Martins

A freguesia de Algueirão Mem-Martins vai assistir a um conjunto de obras de reparação e beneficiação de arruamentos e ainda à total requalificação do Largo da Estação e da Estrada do Algueirão.




Já a partir deste mês, arranca a requalificação total do Largo de Mem Martins que incidirá na remodelação geral das infra-estruturas (águas, esgotos e electricidade) e dos pavimentos. Os passeios serão também refeitos, dando cumprimento a um projecto que teve o seu início na Rua de Fanares e na Rua da Azenha.

Tratando-se de uma intervenção que, incidirá numa zona de intensa circulação automóvel e pedonal, implicará naturalmente alguns contratempos, no entanto e de modo a salvaguardar o comércio da zona, a presente intervenção terá sempre em consideração não incidir no período de Natal, pelo que se se verificar algum atraso no desenvolvimento dos trabalhos, far-se-á uma interrupção durante os meses de Novembro e Dezembro.


Os eventuais atrasos poderão resultar do facto de se tratar de uma zona muito antiga, em que não existe um cadastro correcto das infra-estruturas (rede de águas, rede de esgotos pluviais e domésticos) existentes, podendo esta questão ocasionar situações de difícil e mais demorada resolução do ponto de vista técnico.

Esta intervenção está coordenada com a empresa de Transportes Públicos e Táxis, uma vez que será necessário proceder a cortes parciais da via à medida que se vão desenvolvendo os trabalhos.

Além da requalificação do Largo de Mem-Martins, também as ruas adjacentes serão alvo de obras que estão organizadas em 4 fases

A 1.º fase corresponde à intervenção num pequeno troço da Rua de Cima de Fanares, entre a Rua Hortas de Fanares e a Rua da Índia Portuguesa, que consistirá na execução de colector pluvial neste troço, ao que se seguirá a repavimentação do mesmo e reabilitação dos passeios existentes.

Esta fase não terá grandes cconsequências ao nível do condicionamento da circulação de trânsito e terá o seu início em 31 Maio de 2010.


Na 2ª fase será intervencionada a Rua Hortas de Fanares, o que implicará o seu encerramento temporário.

Irá proceder-se ao reperfilamento dos arruamentos, com novo perfil transversal idêntico ao já executado nas ruas adjacentes, remodelação do colector doméstico e colector pluvial, da rede de iluminação pública e da sinalização horizontal e vertical existente, levantamento dos pavimentos existentes em passeios, parques de estacionamento e ruas e substituição por calçada grossa (em arruamentos e parques de estacionamento) e execução de calçada artística em passeios.


Por último será intervencionada a Estrada de Mem Martins, sendo que nesta também terá que ser encerrada a circulação automóvel. Os trabalhos irão consistir no reperfilamento dos arruamentos, remodelação do colector doméstico e colector pluvial, da sinalização horizontal e vertical, da rede de iluminação pública.

Noticia Radio Ocidente

23/06/2010

Rotunda Inclinada de Ouressa

Aparentemente, as obras estão quase concluídas, do novo túnel que faz a ligação Ouressa/Cavaleira.












O que se salienta nesta obra, é a sensacional "Rotunda Inclinada"...

Ouressa passa a fazer companhia à cidade italiana de Pisa, com obras inclinadas...

A "Torre Inclinada (Pisa, 1173)" e a "Rotunda Inclinada (Mem Martins, 2010)"

14/06/2010

Desfile de Fanfarras nos 50 anos dos Bombeiros Voluntários de Algueirão Mem Martins [video]

No Domingo, dia 13 de Junho, finalmente ouviu-me alegria nas ruas de Mem Martins.















Nas comemorações do 50 anos da Associação de Bombeiros Voluntários de Algueirão - Mem Martins (ABVAMM), foi possível assistir a um bonito desfile de 14 fanfarras, de diversas corporações de Bombeiros do Concelho de Sintra, e de Albufeira, Cacilhas, Odivelas, Caldas da Rainha.















No entanto, não posso deixar de comentar o factos de as ruas estarem praticamente desertas, à excepção da zona em frente ao Quartel e perto da zona do Chaby.

















É verdade... a população não está habituada a iniciativas, a animação, a festividade, no entanto, também acho que a divulgação falhou. Será que alguma placas junto a uns postes, em 4 ou 5 sítios da freguesia, é o suficiente para dar conhecimento deste tipo de iniciativas?

É pena, pois acho que esta corporação de Bombeiros merecia outra homenagem por parte da população da freguesia. Ruas cheias, alegria e agradecimento... Eles mereciam...

Aqui fica a minha vénia...
Parabéns ABVAMM...
Obrigado ABVAMM...

Confirma as imagens e o som, em baixo...

13/06/2010

[Jornal I] Falta de Medicos de Familia em Algueirão Mem Martins




















Excerto de noticia do Jornal I (08 de Junho de 2010)

(...)
O Sindicato Independente dos Médicos diz que o número de portugueses sem médico de família está a aumentar - agravado pelos pedidos de reforma - e os clínicos de serviço são pressionados a ver todos os utentes sem clínico em atendimentos complementares. "Há unidades em que há tantos doentes sem médico como doentes com médico de família. Só no centro de saúde de Algueirão-Mem Martins, há 40 mil. É muito complicado funcionar assim", critica o secretário-geral do SIM, Carlos Arroz. Para o sindicalista, "é inevitável que os erros comecem a aparecer". Até porque as Unidades de Saúde Familiar não atendem doentes fora das suas listas, "porque não há dinheiro para contratualizar" mais cuidados, e este trabalho fica entregue unicamente aos centros de saúde tradicionais, critica.
(...)

Noticia completa em Jornal I

06/06/2010

Tapada em Festa – I Encontro Cultural 2010


A Tapada das Mercês irá receber, nos próximos dias 10, 11 e 12 de Junho o “Tapada em Festa – I Encontro Cultural 2010”, por ocasião da comemoração do dia de Portugal e das Comunidades. Este evento terá como ponto de partida o “Dia do Agrupamento de Escolas Visconde Juromenha”, a nível da comunidade escolar, no dia 9. Esta é uma iniciativa comunitária do grupo (i)Nova Tapada, constituído por instituições e associações com a participação de grupos informais e moradores. É também uma resposta concreta à necessidade de acesso a actividades culturais, aferida num levantamento feito pelo mesmo grupo em Dezembro de 2009.

Neste espaço de encontro pretende-se divulgar e celebrar a diversidade através da participação activa da população no desafio de descobrir e partilhar cultura.

Entre as actividades do vasto programa encontram-se: concertos, artesanato, dança, cinema, paradas, gastronomia, teatro, etc.

O evento decorrerá no espaço interior e exterior do Centro Comercial Floresta Center, entre as 15h as 22h.

A entrada é gratuita e haverá descontos e promoções nos produtos dos comerciantes locais.

01/06/2010

[Diário de Noticias] "Perde-se um dia quando não se tem médico de família"

"Às oito horas da manhã a fila de pessoas à espera para marcar consulta chega desde a entrada do Centro de Saúde de Algueirão, dá duas curvas e chega quase à paragem de autocarro [a 100 metros]." Esta é a imagem que Elísia Pinto recorda quando lhe perguntamos se é difícil ser atendido neste ACES (Agrupamento de Centros de Saúde). Só os centros de saúde da zona de Sintra têm 44 mil utentes sem médico de família.
O "bip" que chama os utentes para serem atendidos soa com alguma celeridade. A tarde passou com alguma calma, uma vez que é de manhã que há a grande enchente no ACES de Algueirão. "Se se quer ser atendido no próprio dia, é preciso vir cedo para tirar a senha", conta ao DN Álvaro Vaz. Encostado à parede do centro de saúde, aguardava que a filha estivesse despachada para se ir embora. "É um dia que se perde a vir aqui. A minha mulher veio de manhã tirar a senha às 11 horas. Fui atendido às 15.30", diz inconformado. "Até aproveitei o facto de estar de férias para não me descontarem um dia de trabalho, que está perdido", atira.

Os utentes do ACES sabem que a situação pode piorar: a reforma de alguns médicos é do conhecimento da maioria: estão previstas duas saídas nos próximos tempos. Em cinco anos foram 16 os médicos que saíram do ACES IX. De lá até agora foi "o engenho e a boa gestão" que ajudaram a resolver o problema, explicou Fernando Santos, director executivo do agrupamento: "Fazem mais turnos e trabalho complementar, depois da hora de fecho do centro e aos fins-de-semana e feriados. Conseguiu-se gerir o problema, inclusive aquando da gripe A."
Já se sabe que vão sair quatro médicos no agrupamento , problema que - espera - será resolvido: "Está a decorrer um concurso para incorporar oito médicos ainda no próximo mês." Estes terão a tarefa de atender um total de 140 mil utentes inscritos, número que Fernando Santos acha que irá baixar devido a inscrições duplas: "Com o cruzamento de dados, espero que o número baixe quatro mil. E já fico contente."