terça-feira, 5 de dezembro de 2017

[Record] 'Casainhos - União Mercês' termina aos 19 minutos após agressão ao arbitro

Treinador do União Mercês Rui Carvalho explica "exagero"
A partida entre o Casainhos e o União das Mercês, a contar para a 7ª jornada da 2ª Divisão distrital da AF Lisboa, terminou aos 19 minutos, depois do árbitro Ricardo Mendes Lourenço ter sido agredido por parte de um jogador da equipa das Mercês, após a marcação de um penálti.

Contactado por Record, o treinador da formação das Mercês, Rui Carvalho, explicou o que se passou em campo. "O jogo decorria sem incidentes, um desafio normal e até interessante. Vencíamos por 1-0, quando o árbitro decide assinalar um penálti, bastante contestado pelos meus jogadores. Aliás, o atleta que foi apontado como tendo provocado o penálti não estava sequer na grande área ou próximo do lance", frisou o técnico.


"O penálti foi tão caricato que o próprio árbitro assistente afirmou-nos que iria fazer um relatório à parte, a confirmar a inexistência da falta, como também o jogador que nem estava na área", garantiu o treinador.


"No entanto, na discussão do penálti, o meu jogador dá uma palmada no braço do árbitro, os cartões caem ao chão e o jogo é dado como terminado. As pessoas do Casainhos, como nós, perguntavam ao árbitro os motivos daquela decisão, que foi claramente exagerada. O árbitro disse ser as instruções que tinha...", lembrou, salientando: "A qualidade da arbitragem distrital é muito baixa, ainda que sejam os únicos a receber dinheiro nesta divisão."


O lance foi, no entanto, condenado pelo técnico. "Não somos arruaceiros nem sequer permito situações destas", explicou.

Sem comentários:

Enviar um comentário