07/09/2011

[TVI24] SOS Cidade em Alerta - Crime na Tapada das Mercês [video]

«SOS - Cidade em Alerta», um programa que garante a emoção da vida real pelas mãos dos heróis anónimos de Portugal, aos domingos no TVI24. 

Este excerto do programa, relata uma deslocação da VMER do Hospital São Francisco Xavier, para um crime que ocorreu em Março, na Rua Natália Correia, na Tapada das Mercês.

"O cabo-verdiano Elisangêlo Andrade Moreira, de 21 anos, foi assassinado à facada na Tapada das Mercês, em Sintra (Portugal). Os suspeitos do crime são dois jovens que fugiram após o homicídio. O pai da vítima, que viu o filho esvair-se em sangue até à morte, acredita que o homicídio teve origem numa discussão que ele e a vítima tiveram na véspera com um cliente do café..."

Noticia completa (clica) Fonte: A Semana 

 

3 comentários:

  1. Será que a Tapada está na moda?
    Morei em Cascais onde vi uma figura pública fugir à frente do pai, depois de tentar atirar a mãe da varanda, correu atrás do filho com uma faca para o matar, e fui eu que chamei a polícia que se limitou a lhes apertar a mão e pedir para se acalmarem. Vi, sei e consumi drogas em casa de grandes nomes que sabiam os dias e horas das rusgas. Mas em Cascais “nada disso se passa” nem ficaria bem falar de tal, será que o Bairro da Torre é mera visão, será que as Fontainhas, o Bairro Maria e Irene não constam nos mapas?
    No Bairro da Cruz Vermelha, em Cascais, a semana passada um jovem levou um tiro na cabeça e está ou esteve em Francisco Xavier. Isto tudo se passou num ajuste de contas já antigo. Serei algum ET que vê o mesmo em outras localidades?
    Frequento a Tapada, embora não more lá, ando de dia e de noite por vezes com pc’s na mochila e continuo a escrever neles. Vejo um número considerável de Associações e grupos informais a trabalhar para que a Tapada consiga a imagem que lhe é merecida, mas não vejo a comunicação social divulgar. E sabem porquê? Porque isso não vende.

    ResponderEliminar
  2. Concordo a 100% com o ultimo comentario. Eu moro na tapada à 15 anos nunca me aconteceu nada. Ando completamente à vontade. Posso garantir que a maior parte das confusões são contra quem as provoca, eu como nunca me meto nesse tipo de coisas nunca fui atingida.
    Sou voluntária e conheço muito bem as associações e os grupos informais que aqui existem, apesar de ser um sítio pequeno é um exemplo na área da solidariedade e pro-actividade.

    ResponderEliminar
  3. eu ja lá fui assaltado tres vezes...mas pronto eu lavava pizas na mochila...da proxima vez digo que levo 1 pc ou melhor vou passar a andar com a minha arma e da proxima vez que for assaltado levam um tiro de aviso nos cornos e faz de conta que foi um ajuste de gang`s...vou lembrar isso ao meu colega que foi espancado para lhe roubarem 3 euros. mas pronto um bem haja a todos os que são e gostam de praticar o bem .

    ResponderEliminar