12/11/2011

Unidade de Saúde Familiar - Tapada das Mercês [video]

A Unidade de Saúde Familiar da Tapada das Mercês é uma promessa muito antiga, e claramente uma necessidade. O presidente da Junta de Freguesia fala deste assunto à algum tempo, no entanto, tem sido pouco eficaz na sua reivindicação.


Segundo dizem, o espaço está concluído e praticamente equipado, no entanto falta o quase...

A Freguesia vive um problema igual a praticamente todo o pais, a falta de médicos de família, no entanto, vivemos numa fase complicada, onde é difícil reivindicar a abertura de novas instalações, quando na grande maioria do Pais, fecham espaços de saúde publica... Motivo:redução de custos.

A população exige mais saúde, mais atenção, no entanto, na reportagem transmitida pela SIC, não concordo com alguma argumentação usada, como o exemplo da distância de 3km entre a Tapada das Mercês e o Centro de Saúde. Quem utiliza este argumento, certamente não conhece a realidade do pais. Quantos Km's são necessários no Alentejo? E em Trás-os-Montes até se chegar a um médico? E os Moradores de Coutinho Afonso quantos kms fazem? E das Raposeiras? Do Recoveiro? 

Para além disso o Centro de Saúde não faz urgência a crianças, e a Unidade de Saúde Familiar também não...

Também acho interessante a frase do Presidente da Junta à SIC: "há médicos disponíveis para vir..." Para onde? Para um sitio que não tem data de abertura? Então porque não são colocados no Centro de Saúde? E estão disponíveis desde 2006?

E porque não se exige também umas instalações dignas para um Centro de Saúde? Um prédio de habitação arcaicamente adaptado, com dois elevadores reduzidos, escadas incrivelmente estreitas, e um espaço muito pouco funcional, parece o espaço certo e digno?

No entanto, apesar de algumas carências nesta área, a freguesia de Algueirão Mem Martins é uma privilegiada em Portugal, em questões de saúde... e porquê?
   - Têm Serviço CATUS
   - Têm um Serviço de Urgência Básica (SUB)
   - Têm a Urgência do Hospital Amadora-Sintra a 11,5km
   - Têm a Urgência do Hospital de Cascais a 9,5km

Acreditem que é um panorama muito bom em Portugal... mas é verdade que a Unidade de Saúde Familiar da Tapada das Mercês faz muita falta à população... no entanto é necessário ser mais cuidadoso, exigente e inteligente, nas mensagens que se passam à Comunicação Social...


5 comentários:

  1. concordo plenamente com este texto...

    convém argumentar as necessidades de uma população de uma forma inteligente, e médicos são necessário em todos os sítios...

    Esta reportagem se for bem analisada faz pouco sentido. O que diria a população do interior que tem de fazer 20/30 km para pedir uma receita? sem transportes?

    ResponderEliminar
  2. Mem Martins não é Alguidares de Baixo em termos de distancia aos centros de saúde, mas tal como Alguidares de Baixo, também tem todo o direito de reivindicar mais serviços de saúde. Neste caso por excesso de população. Não devemos cair no erro bem "tuga", há sempre alguém pior do que nós.
    1 - redução de custos: que belo argumento que o governo dá, quando injecta dinheiro na banca e perdoa dividas fiscais aos mais ricos. ao mesmo tempo corta na saúde e educação para abrir a porta aos privados (que também vai subsidiar)
    2 - Sou contra essa USF, sou a favor de um centro de saúde com todas as especialidades como havia há algum tempo, e que cortam nos centros de saude de proximidade para entupirem hospitais e mais uma vez, favorecer os privados.
    3 - Mem Martins tem cerca de 70.000 habitantes. É maior do que a maior parte das cidades capitais de distrito.
    4 - tem um hospital a 12 kms, que serve 700.000 pessoas.
    5 - Tem uma SUB temporária(quase de campanha) que já se falou em fechar.
    6 - a USF da Tapada foi prometida pelo Correia de Campos, tem espaço já para o efeito, tem médicos "alocados" e prontos para vir...

    ResponderEliminar
  3. A saúde é um grande negócio, que pelos vistos também está a passar pela crise. Esta unidade de triagem (apesar do nome ser "saúde familiar") não abre porque para além da falta de dinheiro do estado nenhuma seguradora, banco e grupo médico quer (ainda há sonhos para a construção de um hospital em Sintra). Tal como as farmácias tradicionais, com cada vez menos clientes, as farmácias dos hipermercados começam a ter lucro e até baixam os preços dos medicamentos não comparticipados. Ou seja, para o estado/bancos, é uma questão de escala e de procura, o interesse global do cidadão, em povoações com uma densidade destas, só será atingido com um novo grande centro hospitalar na zona. Portanto as novas pequenas unidades de saúde, serão barracões tipo aquela coisa que está na antiga fábrica da MESSA, com carácter provisório.

    ResponderEliminar
  4. Vamos lá por partes...

    O modelo de USF (unidade de saúde familiar), é semelhante a um Centro de Saúde, genericamente falando.

    Contudo, do ponto de vista dos profissionais há autonomia de gestão da Unidade, e resumidamente são menos dependentes do Ministério da Saúde... Não se enganem, tanto quanto conheço a satisfação do utente é tendencialmente maior nas USF.

    O que explica essa satisfação? Uma maior proximidade com os profissionais e o sistema remuneratório mais justo...

    Numa USF trabalham médicos de Clínica Geral e Familiar, Enfermeiros (vertente saude comunitária), Auxiliares de Acção médica, Administrativos (normalmente secretários clínicos).

    Com as USF o paradigma mudou! O utente pertence à USF! Quando se dirige ao hospital para consulta de especialidade é acompanhado de perto pelo clínico geral. E quando regressa da consulta é o clínico geral que decide, conjuntamente com o seu colega de especialidade do hospital que acompanhamento o doente deve ter....

    É por aqui... As USF são mais próximas daquilo que se faz no Reino Unido do que os grandes centros de saúde...

    Cliquem no link e verão as Unidades de Saúde familiar, depois redefinam a pesquisa para o concelho de Sintra... Vejam bem as valências, horários etc e depois digam qualquer coisa...

    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Estou muito triste por Centro de Saúde não abrir. Os meus vizinhos também estão muito tristes. Se queremos consulta temos que ir muito longe e não tenho permissão de conduzir. Votei em Senhor Cabo, em Senhor Seara e em Primeiro Ministro Passos, por favor ajuda pessoas e abra o Centro de Saúde na Tapada das Mercês. Obrigado.

    Com cumprimentos e respeitosas saudações

    Bakar Sanhá

    ResponderEliminar