Tempo em Algueirão Mem Martins

segunda-feira, 6 de maio de 2019

[Público] Nova Mesquita na Tapada das Mercês


Era “uma necessidade”. Na Tapada das Mercês até há pouco mais de uma década “não havia nada” nem ninguém para ajudar os miúdos que regressavam da escola com os trabalhos de casa para fazer. Os pais, oriundos da Guiné Conacri, de Moçambique, do Senegal, que tinham imigrado para Portugal à procura de uma vida melhor, não os conseguiam ajudar. Foram eles que ajudaram a construir esta parte do concelho de Sintra — longe do bilhete-postal que é a vila de Sintra— que de aldeia passou a selva de betão. 


Estávamos em 2007 quando um grupo de “pessoas de vários países e culturas” se juntou para criar, não só um espaço de oração, mas um espaço onde se pudessem partilhar experiências, melhorar a integração dos imigrantes e, ao mesmo tempo, se promovesse o conhecimento e valorização das culturas dos seus países, e da religião islâmica. 


Em Agosto desse ano seria erguido o primeiro pilar da Comunidade Islâmica da Tapada das Mercês e Mem-Martins: uma mesquita que, ainda que fosse improvisada, se tornou espaço de culto para aquela comunidade. Até aos dias de hoje, a mesquita funciona numa garagem, onde os crentes fazem o seu culto. Se tudo correr como o previsto, a comunidade islâmica da Tapada das Mercês terá, no início do próximo ano, um local de oração mais digno, assim como um grande centro de apoio à comunidade local, que está a ser construído num terreno cedido pela autarquia.

Sem comentários:

Enviar um comentário