10/03/2011

[Correio da Manhã] Assaltantes perseguem homem pela rua, em Algueirão-Mem Martins


Sintra: Assaltantes perseguem homem pela rua, em Algueirão-Mem Martins 

Só a actuação pronta dos Bombeiros Voluntários de Algueirão-Mem Martins, Sintra, evitou que um homem, de 32 anos, fosse assaltado e acabasse espancado por dois assaltantes, anteontem à noite. 

Um dos ladrões, 23 anos, acabou por ser entregue à PSP, sob detenção, e outro foi detido mais tarde no Hospital Amadora-Sintra, quando recebia tratamento hospitalar. Um grupo de amigos dos assaltantes, que veio auxiliá-los, acabou por agredir vários bombeiros com pedras e paus.

Cerca das 21h00 de anteontem, um homem entrou no bar dos bombeiros de Algueirão-Mem Martins a pedir ajuda porque dois assaltantes o perseguiam, na rua Nossa Senhora da Saúde, onde tinha levantado 150 euros num multibanco. "O homem já vinha ferido, mas os ladrões não tiveram problemas em entrar pelo bar adentro para agredi-lo e roubá-lo", contou ao CM o comandante Joaquim Leonardo. "Não percebemos que era um assalto, só quando o homem pediu por socorro", explicou um dos quatro bombeiros que estavam no bar e que depois perseguiu um dos assaltantes detidos.

Quando os bombeiros começaram a defender a vítima, os assaltantes fugiram a correr do bar. Mas não contavam com uma perseguição. Alguns metros à frente, um dos agressores foi apanhado por vários bombeiros e retido, enquanto o cúmplice conseguiu escapar e foi avisar os amigos. 

Um grupo de quinze jovens correu então para o quartel e, ao ver o amigo retido, não hesitaram em usar pedras e paus para agredir os bombeiros, com o intuito de libertar o assaltante. "Só quando a PSP chegou, passado pouco tempo, é que o grupo dispersou. Alguns ainda foram identificados e apresentámos queixa", garantiu Joaquim Leonardo, que diz estar "orgulhoso" dos seus homens. 

A vítima do assalto ficou com ferimentos ligeiros mas não precisou de tratamento hospitalar. 

.

6 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  2. Admira-me que o senhor Nicolau tenha aceite o comentário do anónimo. E envergonha-me.

    ResponderEliminar
  3. Claro que foi 1 comentário aprovado inadvertidamente.

    Estes são comentários que por regra eu não aceito, até pk não fazem qualquer tipo de sentido.

    Obviamente já foi apagado, e agradeço o alerta.

    ResponderEliminar
  4. Uma vergonha para Mem-Martins. Vivi um ano e pouco na torre da águia (Nossa Senhora da Natividade), em que apesar das queixas dos moradores acerca de cães perigosos, álcool e drogas à frente do prédio por parte de uns indivíduos que habitam uma casa com ordem de despejo, nunca nada foi feito.
    A polícia nunca tratou do assunto com efeito, e agora, vivo perto dos bombeiros e vejo uma notícia destas... Não se está seguro nas ruas?
    Os polícias dizem que também têm medo. Então para que servem? Passar multas mas só a cidadãos que não os possam/queiram agredir? Não compreendo...

    (Desculpe fazer este comentário em anonimato, mas por vezes nem na Internet estamos seguros.) ; )

    ResponderEliminar
  5. Ora cá vai o meu comentário...

    Chumbo nos gajos LOL! Nos países islâmicos mais radicais cortam-se mãos a quem rouba... Os Bombeiros até têm machados...

    Quem assalta é que tem de ter medo!!!! Quem leva uma vida honesta, pode e deve defender-se e revoltar-se!!!

    Que aconteceu a esses meninos que asssaltaram??? Que tal uma pena de trabalhos forçados de 24 meses?!?!?! E se um polícia tivesse dado um tiro num desses nobres senhores? Apareciam todos nas notícias a dizerem o quão bom rapaz ele era...

    Agora mais a sério, como podemos explicar a alguem que viver do produto do roubo não é correcto? Como podemos incentivar as pessoas a levar uma vida honesta?

    Chego à conclusão que certas pessoas só entendem a linguagem da violência... Como tal, a sociedade só lhes pode responder pela violência... O que escrevi sobre as mãos e machados é uma barbaridade, bem sei, Tenho plena consciência disso... Mas como se pode fazer que esses indivíduos não tornem a roubar????

    O que é mais lícito? Incapacitar ou impedir quem rouba, ou permitir que quem roube incapacite quem leva um vida honesta?

    A resposta está na formação!!! Educar as crianças!!!! Não menosprezar os "pequenos" actos de rebeldia das crianças e jovens... Uma árvore em pequena tem que ter uma estaca, senão nasce a seu bel-prazer...

    Abraço

    Post Scriptum: Outra coisa para pensar: O que preferem, as cadeias cheias de jovens com saúde e não termos uma rede de cuidados à terceira idade gratuita? Algo está muito mal...

    ResponderEliminar
  6. Tenho casa em Mem Martins, e embora seja minha, estou a viver em T. Vedras, pois sempre é mais calmo. Confunde-se muito nos dias de hoje, entre a Democracia, e os Direitos dos Cidadãos; se para os incumpridores, existir mão de ferro,já que esses mesmos não querem cooperar com os demais cidadãos, era bom, uma grilheta nos pés, pois esses individuos não são pessoas racionais, e só merecem um castigo exemplar, e assim, presos, tanto se pode fazer neste país.
    Carlos Teixeira Júnior-

    ResponderEliminar