04/12/2009

Central Electrica no Algueirão

A Central Eléctrica do Algueirão é um tema que vem a ser discutido no fórum da Junta de Freguesia, e que devo confessar, cria-me confusão.


















Esta Central está ali localizada à dezenas de anos, quando naquele local apenas existia o cemitério. Acho incrível, que os habitantes daquela zona, exijam a retirada da central, devido à radiação e os possíveis perigos para a saúde.


















Para mim a questão é diferente, pois será que quando estas casas foram compradas, as pessoas não olharam em redor dos prédios? Será que quando visitaram o apartamento, não abriram uma janela, e não repararam que estava ali mesmo à frente uma central eléctrica?
















E se efectivamente a radiação eléctrica é perigosa para a saúde, como é que a Câmara Municipal aprova edifício de habitação a uma distancia tão curta de uma Central Eléctrica. Onde está o PDM?

















E se a Central tiver de ser transferida, a quem devem ser imputados os custos? A Câmara Municipal por ter aprovado os prédios? Aos moradores por se sentirem incomodados?
A Central está ali primeiro do que tudo em seu redor...

5 comentários:

  1. Recordo-me dessa Central desde os meus tempos de miúdo. Para mim sempre lá esteve. Do que me recordo desse tempo só ali existia o cemitério e umas barracas. Agora até Supermercados há.

    ResponderEliminar
  2. Quem autoriza o edificio - Camara
    Quem autoriza o centro comercial - Camara
    Onde esta o Plano de Ordenamento e quem o autoriza - Camara

    Se realmente querem fazer frente para retirada deste posto de transformação de Alta Tensão para média tensão, devem ir em frente, mas antes lembrem-se que toda a electricidade fornecida á Freguesia de M-Martins provem dali.

    Costumo dizer, quem esta mal muda-se, e quem esta mal não e o posto de transformação, pois este foi ai construido antes de existir a escola Jorumenha, que foi o primeiro edificio na Tapada das Merçês, ainda o cimitério do Algueirão, sómente tinha campas rasas e a igreija era novinha em folha, estamos só a falar 1979.
    Portanto arranjem mais problemas que o Pais precisa é disso.

    Cs4cap

    ResponderEliminar
  3. Contra factos não há argumentos!
    Eu não quero pagar a deslocalização da central....

    ResponderEliminar
  4. Um excelente exemplo de como a Câmara aprova toda a porcaria que lhe trás dinheiro para o bolso e se deixa corromper facilmente, e de como muitos populares não pensam com todos os neurónios antes de tomarem as decisões que afectam as suas vidas no futuro... Juntamos um povo ignorante a políticos desta natureza e temos um concelho virado do avesso sem sinal de melhoras, com construções feias e de meter dó mas praticamente todas vendidas. Queixam-se queixam-se, mas na altura de comprar casa não se queixaram...

    Veja-se agora o exemplo do edifício que estão a construir ao pé da estação do Algueirão junto da farmácia Rato. Completamente desalinhado, demasiado alto, demasiado chegado à estrada sem deixar espaço para ampliar o passeio ridiculamente estreito numa zona onde as pessoas são quase obrigadas a andar pla estrada... Numa zona que já é complicada devido à densidade exagerada de construção e de autom+oveis, aprovam um edifício demasiado grande e volumoso e sem o mínimo sentido estético, com uma empena torta e uma fachada angular que condicionam a organização dos espaços interiores... rovavelmente construiu-se com a desculpa do edifício ao lado que já existia. Começado a construir meses antes das eleições... E há de se vender na totalidade, poque há gente para comprar de tudo, conforme a experiência já me demonstrou.

    Depois de fazerem a porcaria toda, lá aparecem uns projectos irónicos de correcção de deficiências apelidados de "Pólis" onde se gastam milhõs de euros para eliminar os erros das últimas décadas cometidos por construtores, câmaras e mesmo cidadãos. E mesmo havendo um princípio de projecto desta natureza em Mem Martins, o descalabro continua a ocorrer. Não há palavras para descrever...

    ResponderEliminar
  5. Todos têm razão quanto a uma localização de equipamentos de Alta Tensão.
    Mas por favor, não chamem CENTRAL a uma SUBESTAÇÂO. Uma Central, produz Energia, e não existe lá nemhum Alternador que a produza, pois precisaria de uma fonte motora (àgua, vapor, vento, marés, paineis fotovoltaicos ou outros)
    Vamos chamar os bois pellos nomes, porque saindo uma contestação a dizer que vão instalar uma Central em Mem Martins, quer a EDP quer a REN, vão negar imediatamente.

    ResponderEliminar