02/07/2010

[Jornal de Sintra] Presidente da República elogia empreendedorismo dos jovens de Sintra







Foi com uma visita à Casa da Juventude na Tapada das Mercês e à vila de Sintra, no dia 25 de Junho, que o Presidente da República, Cavaco Silva, encerrou o V Roteiro para a Juventude. Foram muitos os jovens do concelho que mostraram os seus sonhos e projectos ao Chefe de Estado e foram também muitos os elogios tecidos por este ao empreendedorismo dos jovens sintrenses.
Fiquei particularmente sensibilizado com o trabalho que se realiza na Casa da Juventude”, sublinhou Cavaco Silva, depois de uma visita que começou na Tapada das Mercês, e terminou na vila de Sintra, como forma de encerramento do V Roteiro para a Juventude, no dia 25 de Junho. O Chefe de Estado realçou a “inovação, a criatividade e o empreendedorismo para a afirmação de Portugal” e teceu vários elogios aos jovens sintrenses que, assim como todos os outros jovens que foram visitados por Cavaco Silva no âmbito do Roteiro, são “bons exemplos de empreendedorismo”.
No seu percurso por Sintra, o presidente teve a oportunidade de contactar com jovens que se têm empenhado em projectos inovadores. Da Escola Secundária Padre Alberto Neto, em Queluz, grupos de jovens expuseram as suas “mini-empresas”, criadas no contexto do programa “Aprender a Empreender” da Junior Achievement Portugal*. De Algueirão-Mem Martins, a Associação Islâmica da Tapada das Mercês e Mem Martins recebeu também especial atenção pelo seu trabalho de integração de pessoas de cultura islâmica da freguesia em que está integrada. Da Escola Básica 2,3 Visconde de Juromenha, a Oficina de Teatro e Expressões actuou com músicas portuguesas conhecidas. Da Escola Básica 2,3 Mestre Domingos Saraiva, a Orquestra Juvenil MDS, que actuou em frente ao Palácio da Vila. De Mira Sintra, a Casa Seis – Associação para o Desenvolvimento Comunitário deu as boas-vindas ao Presidente no Palácio de Valenças, com uma dança africana. No Largo do Palácio, 21 stands constituíram a Mostra do Empreendedorismo Jovem do Concelho de Sintra. Foi assim recebido o Presidente da República em Sintra.
Apoiar os jovens para “não os ver partir para outras partes do mundo”
Segundo Cavaco Silva, a grande responsabilidade da sociedade é “criar condições para que as potencialidades dos jovens empreendedores passem de sonhos a realidades”. O apoio aos jovens é crucial para o futuro do país, sublinha o presidente da República: “se não criarmos espaço para os jovens portugueses afirmarem os seus talentos e os seus méritos teremos a tristeza de os ver partir para outras partes do mundo. Se isso acontecer o futuro do nosso país será um pouco mais sombrio”.
O Chefe de Estado elogiou e agradeceu aos jovens, especialmente “os que não se resignam a que Portugal seja apenas o 19.º país da União Europeia em termos de desenvolvimento económico, que não se resignam a que Portugal atrás de si tenha apenas 8 países, que não aceitam que Portugal no ano 2012 esteja ainda a produzir menos do que aquilo que produziu em 2007”.
Em Sintra, no entanto, foram criadas 1200 novas empresas em 2009, segundo dados de Manuel do Cabo, na qualidade de presidente da Associação Empresarial de Sintra (AESintra). Contudo, “mais de 2 mil tiveram de fechar as suas portas”, o que representa um “saldo negativo”.
Como dirigente associativo, o responsável criticou o facto de as associações regionais estarem “cada vez mais distantes do poder central, do poder de decisão”, o que faz com que não tenham “expressão política nem poder negocial”.
Apesar das críticas, Manuel do Cabo salientou que Sintra é um “concelho em que ainda vale a pena investir, mesmo com a crise”.
*Mini-empresas estiveram em grande durante a visita do Chefe de Estado
Milklife, Cleaner, Eco+, Siga, BrincAprende e Aproxima-te são projectos criados por jovens da Escola Secundária Padre Alberto Neto de Queluz e apresentados na Casa da Juventude da Tapada das Mercês. Cavaco Silva conversou com cada grupo de jovens, que apresentou as suas ideias. Desde um batido que é também um pequeno-almoço completo, a medidas de protecção do ambiente, a ecopontos personalizados e fora do comum, a um portal de internet para ajudar outros jovens na escola académica e profissional, a um jogo educativo para crianças do 1.º ciclo e até um projecto de solidariedade contra a pobreza e a exclusão – estes são exemplos, como sublinhou o Chefe de Estado, do empreendedorismo que o país precisa.

Sem comentários:

Enviar um comentário