06/08/2011

Sinal de Trânsito - Mem Martins

Este é um sinal que provavelmente, os mais distraídos ainda não repararam, ou então, fingem não ver.

Está localizado na Av. Vitorino Nemésio, em Mem Martins, no sentido "Alto Forte" --> "Bela Vista", logo depois do Hipermercado "Continente".

É recorrente os automobilistas efectuarem a inversão do sentido de marcha, junto ao portão do "Centro de Dia", até porque naquele local, o traço continuo existente no pavimento,  é interrompido, no entanto, alerto para a existência deste sinal de trânsito.

Apesar da boa visibilidade, trata-se de uma manobra com algum risco, e assim, quem sai do "Continente" tem de se deslocar rotunda da Bela Vista, para alterar o seu sentido de transito.

10 comentários:

  1. Já tinha reparado no sinal. Já tinha reparado que todos o ignoram... até a PSP! Já ali aconteceram pequenos acidentes e já por lá estiveram para acontecer outros tantos, mas só quando for um acidente grave é que, principalmente, as autoridades vão acordar.
    Os condutores nunca vão aceitar. a falta de respeito pela vida dos outros e pela própria é de tal ordem que hoje quase se pode fazer tudo na estrada.

    ResponderEliminar
  2. Este acesso ao Continente na Avenida Vitorino Nemésio é bastante perigoso e já causou vários acidentes. Seria interessante e até recomendável que neste local se construísse uma rotunda (paga pelo grupo Sonae) à semelhança do que acontece a alguns metros de distância na mesma Avenida, no acesso à então loja Plus agora loja Pingo Doce.

    ResponderEliminar
  3. É mais um belo exemplo do desleixo da policia. Ao condutor cabe o sentimento de impunidade por tantas as vezes que faz, vê fazer e nada vê acontecer.
    Se no acesso ao centro de dia, houvesse uns pinos já impedia a inversão de marcha, e não digo uns que impedissem a entrada ao referido centro de dia, apenas uns que impedissem a manobra. Mas o ideal mesmo é que a policia não fechasse os olhos, como já vi acontecer. Já inclusive buzinei à viatura da PSP que seguia à minha frente, onde havia condutores que faziam esta manobra impunemente.
    Talvez a SONAE lhes esteja a fornecer equipamento de escritório para o posto no sentido de eles fecharem os olhos.

    ResponderEliminar
  4. Concordo com ideia da construção de uma rotunda, pessoalmente prefiro fazer a inversão de marcha na rotunda do que me colocar em risco só para poupar uns metros...Já agora também na rotunda do pingo doce fazia falta umas lombas, quem vêm nesta avenida entra nas rotundas com excesso de velocidade como se tivese prioridade independentemente se vai ou não alguma viatura a circular na rotunda, por 2 ou 3 vezes circulando já dentro da rotunda tive que travar para evitar acidentes devido a estas entradas de pessoas que só têm um unico nome de "deficientes mentais"...Para concluir ontem vi uma viatura a ser multada por ter feito a tal inversão de marcha...

    ResponderEliminar
  5. De facto parece-me que o mais apropriado seria a construção de uma rotunda porque para mim também não tem sentido que se tenha de ir á rotunda do belavista para dar a volta visto que ali é um sitio de algum fluxo de trânsito,também já vi um condutor fazer a inversão de marcha e vir um carro da Psp e nada fazer.Por um lado temos condutores que fingem não vêr o dito sinal mas também temos os senhores agentes a fingir que não veêm os condutores.

    ResponderEliminar
  6. Esse problema resolvia-se fácilmente com a colocação de prumos verticais ao centro da via, evitando que os espertos do costume ali façam inversão de marcha. Quanto aos utentes do Centro de Dia teriam de fazer o favor de ir dar a volta à rotunda.

    Identico a este caso existe também uns metros antes no acesso á Bomba da Galp, traço contínuo não é respeitado por quem vem do lado da rotunda do Pingo Doce e vira para a mesma.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  7. A má educação das pessoas e dos condutores vai-se sempre sobrepor a qualquer lei que seja criada. Quando visitei a China achava estranho ninguém parar nas passadeiras, a forma como conduziam ignorando todo o tipo de regras, assemelhando-se a uma anarquia rodoviária que se organizava por si mesma e toda a gente já sabia como se comportar. por momentos pensei que algumas das regras de prioridade eram contraditórias com as nossas. Os semáforos serviam para enfeitar pois eram frequentemente ignorados. Na altura que lá estava achava isso impressionante e inaceitável, até ao momento em que fui abordado por um polícia simplesmente por ter passado numa via vazia com o sinal dos peões vermelho. Afinal existem lá regras também. Quando voltei cá, apercebi-me que na China circular pode ser caótico mas afinal o caos que temos cá apenas muda na tendência. A autoridade apenas é por usar uniforme pois sem ele são meros cidadãos que quebram as leis do "não faz mal".

    ResponderEliminar
  8. pormenores à parte... eu gostava era de saber quem foi o génio que meteu ali esse sinal em vez de um sinal de proibição de inversão de marcha, no qual não seria necessário escrever nada por baixo pois ele não proibiria de virar para o centro de dia, só de inverter a marcha. Já esse sinal nessa situação... bem, eu percebo o que eles querem com ele, agora que não está correctamente utilizado não está, e se levarem a multa a tribunal não acredito que sejam multados, até porque no pavimento os traços descontínuos "apagados" parecem apenas desgastados pelo tempo.
    Não me interpretem mal, eu também acho que não convém fazer ali inversão de marcha e que é um perigo... mas ou se faz as coisas como deve de ser, com a sinalética correcta ou para fazerem aquilo mais valia estarem quietos!!!

    Dito isto, o ideal tinha sido uma rotunda. Já facilitaria o acesso à bomba da Galp e a saída do Continente. Mas falta cérebro na autarquia para fazer exigências úteis quando se autoriza as obras...

    ResponderEliminar
  9. Para quem ainda se lembra, o sinal só foi colocado já após alguns acidentes que pareciam recorrentes, até porque as pessoas parece que têm paragens cerebrais e nem inversões do sentido de marcha sabem fazer...

    ResponderEliminar
  10. o problema é que a bófia portuguesa não faz nenhum. devia haver mais respeito por tudo em Portugal, pela Naturesa, pelas pessoas, toda a gente faz o que quer. é mto triste.

    ResponderEliminar