13/05/2013

Estacionamento - "Mem Martins Poente"

Finalmente gastam-se "uns tostões" num urbanização desenquadrada e esquecida... nos "Jardins Poente???" ou "Mem Martins Poente"...

No terreno das antigas pedreiras, onde esteve prevista a construção da nova igreja, onde decorram diversas missas, e onde pode encontrar alguma das primeiras pedras dessa igreja... deu-se o inicio da construção de um parque de estacionamento...

Passados mais de 10 anos, finalmente gastam-se uns tostões, numa urbanização com alguns prédios desertos...
(é por isto que defendo eleições autárquicas de 2 em 2 anos)
 

3 comentários:

  1. Até que enfim.... Espero que sirva no mínimo para alterar o estacionamento na zona, estacionamento em cima dos passeios os peões no meio da estrada, viaturas a ocupar o lugar de ambulâncias, enfim é de tudo um pouco, respeito não se vê nenhum... Quêm sai da Rua Domingos Cunha é quase sempre uma aventura e se até agora não aconteceu nenhuma desgraça foi apenas por mera sorte, onde para a policia??? Já agora á frente da clinica Climena existe outro terreno que usualmente é utilizado por que frequenta a clinica, não seria altura para darem um jeitinho

    ResponderEliminar
  2. Mas era suposto ser um jardim aí, não era? Essa urbanização tinha tudo para ser boa, mas neste momento parece extremamente inseguro. Muito chato para quem investiu dinheiro aí.

    ResponderEliminar
  3. Em Portugal só se construíram urbanizações para albergar escumalha que veio de fora sem critérios de imigração nenhuns como seguros de saúde (espalham é o dengue por cá!) e sem critérios de sustentabilidade de agregados familiares como fazem em países organizados e avançados e tudo aqui a multiplicar-se para lançarem filhos na criminalidade e pobreza e para depois dizerem algumas agências de comunicação socialistas que há fome nas escolas, quando foram os responsáveis pela destruição do país e pelo modelo há várias décadas de baixos salários e importar escumalha sem qualificações. Depois falam em investimento? Gastar mais dinheiro como esbanjaram nos últimos 30 anos? Quem são os empresários que viriam investir aqui? Colocar máquinas de milhares de euros nas mãos de escumalha sem qualificações que só servem para lavar escadas ou trabalhos de segurança? Entrou tudo para aqui a sugar subsídios de inserção e a multiplicarem-se sem qualquer controlo foi o que foi! Na escola prejudicou-se os filhos dos portugueses parasse criar o facilitismo das passagens para imigrantes para Bruxelas ver, baixando-se o nível de exigência em vez de se criar disciplina, respeito e critérios de exigência. Deram-se estatudos de residência de qualquer modo sem qualquer critério de seriedade nem visão em vez de vistos de trabalho temporários e depois criou-se estes mamarrachos e elefantes brancos feitos por mestres de obras coniventes com políticos para albergar a macacada toda e agora temos o caos e o barril de pólvora pronto a explodir. Onde está o controlo por câmaras de vigilância dos grafitis que vão emporcalhando Algueirão e Mem-Martins e criando ambientes decadentes que só levam a criminalidade crescente como vários estudos internacionais comprovam? Depois vêm os socialistas dizer mais uma vez que são contra a vídeo vigilância e a malta dos direitos e mais direitos mas é só direitos para bandidos mas nunca para as vítimas. São em tudo assim! Nas escolas, na co-adopção querendo direitos para casais egoístas que só pensam nos seus direitos mas onde ficam os direitos da criança? Depois é só direitos nos meios de comunicação sempre para a bandidagem dando voz a escumalha e nunca se ouve a voz da polícia ou de cidadãos normais e trabalhadores. Os direitos são sempre só para uns em detrimento de outros segundo os socialistas. Rebentaram foi com o país todo e isso começou há uns vinte anos e não é de agora. Aqueles que só agora acordaram, andaram foi a dormir durante muito tempo!

    ResponderEliminar