11/10/2015

OpiniãoAMM: A valorização de AMM

Texto Nuno Maior
(administrador do grupo facebook 'Por um Algueirão Mem Martins Melhor')


Aproveitando o primeiro aniversário deste fórum, faço um breve balanço dos textos publicados e verifico com agrado e até com entusiasmo a riqueza de opiniões e a diversidade de pessoas interessadas em pensar a zona, em refletir, em partilhar as suas ideias e em melhorar AMM. Como o José Silveira ou o Célio Ramos que nos transportaram para a nossa própria infância passada em AMM de forma tão diferente das infâncias actuais, e é também essa actualidade e sua problemática que o José ou o Célio se dedicam a analisar, e a contribuir com o seu esforço de cidadania, seja o José na Associação de Moradores da Tapada das Merces, ou o Célio na luta politica com o movimento civico MUDA.

Ou o Paulo Marques, que nos recordou da riqueza e diversidade do comércio local de AMM, que nos últimos anos tem sofrido o declínio a que todos assistimos. Paulo Marques que tanto se tem esforçado por contrariar esse declínio, dinamizando os vários eventos que têm tido existido juntamente com outros pequenos comerciantes.

O Fernando Lebre que nos lembra as “coisas” boas de AMM, mas também não esquecendo as más, e no entanto não perdendo a esperança na melhoria de AMM.

Ou o Tiago Pereira, relembrando que existe vida cultural em AMM, com esforço e dedicação este jovem tenta dinamizar o teatro e dar vida a vila, uma missão tão inglória e difícil. Ou Nelson Lucas regressado do seu “exilio” na capital, chega a casa para prosseguir a sua actividade cultural.

O Nuno Azevedo, incansável lutador pela causa animal, mas também defensor dessa zona esquecida há décadas pela CMS – A Tapada das Mercês.

O Pedro Rocha, com a sua motivação e certeza que juntos podemos lutar por um AMM Melhor. E tantos outros que contribuíram para esta reflexão e que não foram mencionados, mas não esquecidos.

Ao dinamizador e criador Hugo Nicolau, sempre preocupado com AMM, em conhecer pessoas que partilhem desse carinho e preocupação, e a quem não posso deixar uma palavra de agradecimento pela sua entrega e dedicação.
Perdoe-me o Hugo Nicolau por já ter excedido em muito o limite de caracteres, mas não posso deixar de acabar com perguntas e com mais reflexões… O que fazer com estas ideias, opiniões, preocupações?

Como canalizar este esforço para algo concreto, que represente uma vontade, uma união, com um único objetivo claro e despido de outro interesse senão o de contribuir para uma melhoria da qualidade de vida de AMM? 
Resta-me agradecer a todos pelo envolvimento.

Sem comentários:

Enviar um comentário