12/01/2011

Amadora-Sintra quer encerrar serviço nocturno de Algueirão-Mem Martins

O presidente do conselho de administração do Hospital Fernando da Fonseca, Artur Vaz, disse à agência Lusa ter solicitado à Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, que "analise e pondere", o encerramento nocturno do equipamento de saúde de Algueirão-Mem Martins.  

Segundo o administrador o Serviço de Urgência Básica (SUB) está  a funcionar durante a noite "com custos muito grandes para o número de atendimentos",  uma vez que, em média, se deslocam a este equipamento 140 utentes diários, seis deles no período entre a meia-noite e as oito da manhã.   

"É um luxo num país em crise como o nosso. A diminuição de custos apenas  em pessoal seria à volta de meio milhão de euros por ano", disse Artur Vaz, adiantando que neste período trabalham dez profissionais, entre médicos e auxiliares.  

Inaugurado em Agosto de 2009, o Serviço de Urgência Básica de Algueirão-Mem Martins teve como objectivo descongestionar as urgências do Hospital Fernando da Fonseca.

O presidente da Câmara de Sintra, Fernando  Seara, considerou "muito estranha" a aplicação desta medida "num concelho que não tem um hospital", adiantando ainda não ter "conhecimento de nada".

5 comentários:

  1. "Adoro" os disparates que saem da boca dos directores deste nosso país! É um luxo ter um atendimento nocturno na maior freguesia da Europa! Vejam lá o luxo!

    O problema com serviço é que ,infelizmente, está mal divulgado na freguesia entre a população. A maioria pensa que fechou quando acabou a histeria da Gripe A.

    ResponderEliminar
  2. A SUB é uma tremenda mais valia para a Freguesia! Para a freguesia e não só... Somos CEM MIL HABITANTES!!! Se CEM MIL HABITANTES não merecem ter um serviço destes, ninguem merece! Cem mil habitantes, onde uma parte significativa nem médico de família tem!!!! Aliás, CEM MIL HABITANTES MERECEM UM HOSPITAL!!!!

    Na minha opinião, ainda não foi amplamente divulgada. Não foi divulgada a sua existência, nem tão pouco o seu âmbito de actuação...

    140 atendimentos (média), são imensas consultas!!!Fazendo as contas dá mais de meio MILHÃO de consultas por ano...

    Lembro que a Urgência Geral do HFF Amadora Sintra tem cerca de 750 atendimentos por dia. Parte destes atendimentos, (Serviço Urgência Geral) nomeadamente verdes e azuis não poderão ser reencaminhados para a SUB? (foi o que me fizeram em Espanha qd lá estive de férias... Fui ao hospital e encaminharam-me pro Centro de saúde)

    Quanto ao serem 6 atendimentos por noite, eu atrevo-me a duvidar desses números!!!! E mais, quantas das pessoas admitidas entre as 20 e as 24h têm alta depois das 24h?!??!??! Epah... esses comentários são simplistas e visam apenas que o povo se manifeste...

    Quanto ao poupar... Sr. Administrador, meio milhão em quanto?!?!?!? Qual o orçamento anual do HFF?!?!?!? Meio milhão é provavelmente uma gota de água...

    Faço TRÊS sugestões:

    - Que este Serviço cresça e tenha mais valências para evitar que as pessoas tenham que se deslocar à urgência Geral do HFF

    - Que exista um coordenador que em função do expediente reencaminhe (após triagem de manchester) doentes do Serviço Urgencia Geral (HFF) para a SUB quando o tempo de espera exceda determinados parâmetros...

    - QUE O ACTUAL SUB DÊ LUGAR A UM HOSPITAL. Há espaço suficiente nas antigas instalações da Messa. Que estão a criar ratos... Que tal um movimento pra criação de um Hospital?!?!?

    Loures (concelho) tem 195 mil habitantes, Sintra (concelho) tem 445 mil habitantes dados 2008... Loures terá um Hospital... E Sintra???? Partilha um com a Amadora (175 mil habitantes).

    Ora façamos lá as contas: 175Amadora+ 445 SIntra= 620mil habitantes para um hospital...

    Loures 195 para um hospital... Os políticos, devem-nos pelo menos mais dois hospitais...

    Digam lá que isto não é uma boa ideia?!?!?!?

    Tenho mais sugestões....


    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Pois o SUB não é um Centro de Saúde, como por aqui se diz. É uma "espécie" de serviço de urgência. Lá não se dão consultas! Isso é a função dos centros de saúde. Ali devem ser atendidos doentes verdadeiramente urgentes. Obviamente que com papas e bolos se enganam os tolos, que não percebem que estão a pagar com os seus impostos uma estrutura sem nenhuma justificação para existir, porque nem é uma verdadeira urgência... nem tem médicos de família... O que a população devia ter mesmo era um verdadeiro hospital! Deixemo-nos de hipocrisias: o SUB não serve para tratar doentes verdadeiramente urgentes, porque estes têm que ira para a Amadora; e não substitui os Centros de Saúde, porque nem para isso serve. Serviu apenas para garantir ao Engº Sócrates mais uns votos em anos de eleições

    ResponderEliminar
  4. Com despesas de pessoal, que são 10, poupavam meio milhão de euros por mês?

    Um só funcionário/médico ganha EM MÉDIA mais de 4000 euros por mês naquele local e naquele período nocturno? E de certeza que não é a senhora ao balcão a ganhar isso, por isso imagine-se os médicos.

    Escolhi o curso errado.

    ResponderEliminar
  5. Correcção: queria ter dito "Com despesas de pessoal, que são 10, poupavam meio milhão de euros por **ano**?"

    ResponderEliminar