04/04/2012

Reajuste Limites da Freguesia - Algueirão Mem Martins


Quando o tema da fusão das freguesias é polémico por todo o pais, penso que também seria importante avaliar os actuais limites geográficos.

Na freguesia de Algueirão Mem Martins, pelo menos, existem três zonas, que no meu ponto de vista, deveriam ser reajustados, até porque com o passar dos anos nasceram barreiras que isolaram os espaços. Na planta ao lado, são visível duas "ilhas" criadas com a construção da A16 e do IC19.


Nas fotos aéreas abaixo, as divisões administrativas encontram-se marcadas com uma linha vermelha - fonte: http://sig.ine.pt/
 
São Romão
Localizada perto do Lourel, e totalmente desconectado do centro da freguesia de Algueirão Mem Martins.
A construção do IC16 (actual A16), criou uma barreira difícil de transpor. Fará muito mais sentido esta zona ser integrada na nova freguesia de Sintra

Urbanização de Vale Flores
Uma urbanização que nasceu na freguesia de São Pedro de Penaferrim. Mais uma vez, a construção da auto-estrada isolou este centro habitacional do seu centro administrativo. Será certamente mais coerente, esta urbanização ser integrada em Algueirão – Mem Martins.

Casais de Mem Martins
Tal como o próprio nome diz, Mem Martins, e uma grande parte desta zona pertence à freguesia de Rio de Mouro.
Não faz grande sentido parte da zona da Rua das Vagens, zona do Aldi/Lusiteca e Bairro da GNR pertencer a outra freguesia, com a qual, praticamente não tem ligação, e se encontra mais distante.


3 comentários:

  1. O assunto é muito interessante, mas neste momento os concelhos e as freguesias estão sem orçamento para a simples alteração de códigos postal e respectiva informação às populações. E não nos podemos esquecer que estas alterações iam também implicar novas taxas de IMI para as parcelas que mudariam de freguesia. Um excelente e pertinente reajuste geográfico para quando houver dinheiro.

    ResponderEliminar
  2. Ainda que ache a observação dessas situações pertinente, agora reajustávamos os limites por causa do IC19/IC16 e daqui a uns anos surgiria outro IC qualquer que lá deixaria outro bairro marginalizado e voltaria a ser pertinente outro ajustamento de limites e nunca mais saíamos disto. Afinal quantos assuntos é que a maioria dos cidadãos vão resolver à Junta? Poucos, penso eu. Isto sem retirar pertinência ao tema do post, repito. Por exemplo, acho mais relevante, no quadro da reforma administrativa que se avizinha, a qual só fala em redução de freguesias feita apenas com critérios aritméticos,discutir que no caso de Algueirão-Mem Martins (e provavelmente noutras situações), seria do maior bom senso a divisão da fregusia em 3 (Algueirão, Mem Matins e Tapada das Mercês), pois esta freguesia tem actualmente mais habitantes do que 80% dos concelhos do país, ainda que esta solução colida com a rota de sentido único (apenas fundir freguesias), que a dita reforma apresenta. Não concorda?

    ResponderEliminar
  3. a divisão da freguesia era a situação ideal, mas ninguém avançou com este assunto noutros tempos... e agora muito menos...

    ResponderEliminar