22/09/2012

Bombeiros Chevrolet CE6 1702 Viking

Encontrei este post no Blog "Fogo & História" (Espaço de informação/formação, independente, de carácter especializado, dedicado à temática da história dos bombeiros em Portugal), onde é feito referência ao antigo Chevrolet CE6 1702 Viking, de 1972, do Bombeiros de Algueirão Mem Martins.

Abaixo, clica, e vê três exemplos desta maquina em Portugal
Assim acabou, depois de abatido ao efectivo, um dos famosos pronto-socorros de nevoeiro, também conhecidos pela nomenclatura APSN (Auto Pronto-Socorro de Nevoeiro), que nos anos 60 e 70 introduziram consideráveis melhorias na operacionalidade dos bombeiros portugueses.
Além de disporem de depósito com a capacidade de cerca de dois mil litros e de bomba acoplada de alta e baixa pressão, continham avançado equipamento para a época, tal como agulhetas com comando de abertura e fecho, accionado através de manípulo que compreendia a rotação de três posições (fecho, jacto e nevoeiro).

Informava, em meados do ano de 1967, o Boletim da Liga dos Bombeiros Portugueses: "(…) os prontos-socorros de nevoeiro firmam a sua existência e capacidade de viaturas a satisfazerem muitas necessidades."

Tecnicamente indicados para o combate a incêndios urbanos, ficaram célebres por possuírem sistema de nevoeiro de água, encerrando este um conjunto de reconhecidas vantagens no processo de extinção. Recorde-se, como sua principal característica, o poder de arrefecimento, susceptível de baixar a temperatura do combustível.


O APSN dos BV Algueirão-Mem Martins
integrado num desfile motorizado realizado em Sintra
Atribuídos pelo Conselho Nacional dos Serviços de Incêndios (CNSI), com base em necessidades identificadas pelas inspecções de incêndios das zonas Norte e Sul, consubstanciaram então o primeiro grande investimento do Estado português nos corpos de bombeiros.

A título de curiosidade, importa referir, por exemplo, que do valor global em escudos de 176 943 091$70, correspondente a subsídios concedidos pelo CNSI até 31 de Outubro de 1967, 26 314 100$00 foram aplicados na dotação de 78 pronto-socorros de nevoeiro.

Voltando ao pronto-socorro em presença, quando apto, chegou a ser a única viatura dos Bombeiros Voluntários de Algueirão-Mem Martins (BVAMM). E foi, tanto quanto sabemos, o primeiro ao serviço daquele corpo de bombeiros, carroçado de origem para o fim em vista.

Porque esse não é o nosso propósito, abstemo-nos de fazer quaisquer juízos de valor sobre as causas que possam ter estado na origem da degradação do velho Chevrolet, modelo CE6 1702 Viking, de 1970, com motor de oito cilindros, alimentado a gasolina, fornecido pela empresa ROMAR.

Recorremos, porém, à sua imagem em jeito de alerta, na tentativa de que veículos semelhantes e ainda existentes, mormente das marcas Chevrolet, GMC e International, alguns dos quais pioneiros no uso de espuma, não venham a terminar num parque de sucata, porquanto já são património de interesse histórico. De resto, o mesmo se aplica às ambulâncias Peugeot, modelos 404 e 504, retiradas da circulação há alguns anos e que, no domínio do serviço de saúde, marcaram uma nova era.

Em matéria de preservação automóvel, permitimo-nos apontar como exemplo a seguir o trabalho de restauro levado a efeito pelos Bombeiros Voluntários de Odivelas (BVO), que devolveu ao seu antigo pronto-socorro Chevrolet o aspecto original de fábrica. Contemporâneo daquele que pertenceu aos BVAMM, tem a particularidade de pertencer à mesma série de matrícula: LF-45-70 (Odivelas) e LF-45-71 (Algueirão-Mem Martins). Eis, pois, outra boa razão que justifica o nosso destaque. Parabéns, BVO!

No link abaixo, clica para ver após o restauro, o veiculo dos Bombeiros de Odivelas, irmão gémeo do devoluto veiculo de Algueirão Mem Martins

1 comentário:

  1. Como sempre vou ser suspeito daquilo que vou escrever, aqui vai; este exemplar morreu assim como reporta a foto, porque houve interesses por detrás, nomeadamente um certo Presidente da Direção de nome Dr Amaro, que esteve 2 Anos á frente da direção da A.H.B.V.A.M.M.; fez um pacto com o Comdt na altura, em que se abatia o APSN-2, mat. JR-35-00 e se renovava este na Aldeia Sta. Isabel, no qual esse Sr estava ligado; sendo esta viatura depois entregue nos B.V. Louriga, terra desse Dr.Amaro, onde ficaria bem visto, pois numa aldeia da serra da estrela, meio pequeno, com uma acção desta, imaginem?!
    A contrapartida, seria a recuperação do veiculo na foto, com designação Auto Pronto Socorro Nevoeiro Nº1 / Chevrollet, na Aldeia St.Isabel, para que no futuro esta viatura fosse utilizada em desfiles e apresentações, em virtude desta não ser comparticipada no combustivel por parte do SNB, e não ser rentavel em custos para as actuações para qual era adestrita, Combate em Incendios Urbanos.
    Como o premio ja tinha sido levado, este ficaria até á sua morte a servir de armazem e lixeira nessa mesma Aldeia, ate ter sido removida para o Quartel, mas devido ao seu estado nunca foi recuperada, estando algures num ferro velho.
    E assim que se trata as coisas no nosso Pais, temos historia, mas tentamos encobri-la, para realçarmos algo mais importante no Presente.

    ResponderEliminar