18/02/2017

Delegação da Junta de Freguesia na Tapada das Mercês

Passados quase 2 anos sobre a abertura da delegação da Junta de Freguesia de AMM no Floresta Center,alguma vez utilizaste este espaços?
Sentes que este espaço foi útil para a população?

3 comentários:

  1. O que eu sei é que agora o Floresta fechou de vez...

    ResponderEliminar
  2. É muito útil e o Atendimento sempre o melhor e muito atenciosos !

    ResponderEliminar
  3. Boa tarde. Resido há cerca de 2 meses na Tapadas das Mercês, na Rua Fernando Lopes Graça.
    Gosto de morar neste local, na rua onde moro há bastante comércio e quanto à vizinhança, não tenho tido razão de queixa.
    Mas aproveito a oportunidade de aceder a este blog para assinalar uma situação que quanto a mim é gritante, em termos do bem estar da comunidade e para a qual deverá a autarquia ser alertada, como vista à urgente e necessária intervenção. O pavimento por onde os veículos circulam e o parqueamento para os mesmos e também os passeios, zona pedonal, estão num estado de absoluta degradação. Com efeito, o piso abateu nalguns locais criando situações que poderão levar a danos nos veículos, pois o pavimento está degradado não só pela corrosão de muito tempo sem intervenção e que o mau tempo do ultimo inverno agravou, mas também pelas raízes das árvores, que o levantou. Quanto aos passeios, zona pedonal, que nesta urbanização é constituído por placas de cimento, abateu em alguns locais, criando o risco de queda,, o que poderá acontecer também com crianças e idosos.
    A acrescer a toda esta situação de degradação, há a falta de limpeza das ruas; devo acrescentar que desde que ali resido, 2 meses, nunca vi nenhum varredor a limpar as ruas... Deve ser por essa razão que um destes dias eu e a minha filha vimos uma ratazana do tamanho de 1 coelho a atravessar tranquilamente a rua e a esconder-se debaixo de 1 carro, parqueado como muitos outros na zona habitacional.
    Contactei a Associação de Moradores da Tapada das Mercês e alertei para algumas destas situações e como recolhi fotos do chão que abateu, vou enviar esta informação juntamente com as fotos para os serviços competentes. Assim, aproveito a existência deste blog para solicitar que se divulgue a situação, tanto mais que o centro comunitário com mesquita que vai ser construído para a comunidade muçulmana e que certamente virá a ser um polo de desenvolvimento social não só para esta comunidade, como para a população da Tapada das Mercês em geral, deverá ter acessos em termos de zonas pedonais e de arruamentos condignos.
    Muito obrigada, cumprimentos,
    Paula Sampaio

    ResponderEliminar