01/05/2017

[Rimas e Batidas] Mike Find Mind sobre CIRCO [video]

Mike Find Mind sobre CIRCO: “O CIRCO apareceu para acabar com as ‘palhaçadas’, mostrando o melhor hip hop que consegui fazer”

Mike Find Mind editou CIRCO durante esta semana. O EP, que foi antecipado com um par de vídeos, conta com produções de Tóxico, Charlie Beats ou Nasty Factor.

O CIRCO parte de um exercício auto-proposto para conseguir provar que era possível fazer um projecto profissional, ao nível das melhores sonoridades que têm vindo a ser desenvolvidas em Portugal. O processo de concepção foi demorado mas, 2 anos depois, Mike olha para o EP com o sentimento de dever cumprido.

“Esta é a sensação mais forte de todas. Nem dá bem para descrever porque nem eu próprio acredito que já lancei o projecto mas, visto que nestes dias após o lançamento do CIRCO tenho vindo a receber inúmeras mensagens de pessoas que se identificam e que gostam, a louvar o meu projecto… Isso faz valer a pena os 2 anos de trabalho que tive.” Numa troca de impressões com o Rimas e Batidas, o rapper revela ainda os motivos que o levaram à concepção do EP: “O conceito CIRCO surgiu quando me incuti a mim próprio a meta de realizar um projecto musical com características profissionais, coisa que ate à data não tinha feito. Comecei a rimar por brincadeira com os meus amigos há nove anos e quando dei por mim já tinha 2 mixtapes na rua e o people a pedir mais. Foi então que o CIRCO apareceu, para acabar com as ‘palhaçadas’ mostrando o melhor hip hop que consigo fazer.”

Para alcançar a fórmula da qualidade que tantas vezes é procurada, Mike Find Mind reuniu uma equipa completa que trabalhou de mãos dadas para dar a forma final ao seu EP. Disponibilizou-o nas mais diversas plataformas, reuniu vídeo, imagem e produções musicais num bolo conceptual apetecível, apenas ao alcance de quem realmente investe tempo e dedicação nos seus projectos. Um par de dias depois, já se vão somando os milhares de plays e o alcance que as várias faixas vão registando. O segredo é revelado por Mike: “Não há duvidas que se eu tivesse realizado este projecto sozinho esta qualidade não existiria. Toda a família dos MalAmados (Charlie Beats, Tóxico e o Miguel Portelinha) contribuiu incansavelmente na realização do projecto, assim como os meus irmãos da GROGNation, todos os produtores envolvidos no projecto (NastyFactor, The Kid e Audio Ghoul) e o meus grandes amigos Tomás Castro e Manuel Silva que trataram dos vídeos.”


O futuro para já é incerto, mas Mike vai desfrutando do prazer que lhe deu envolver-se neste desafio. O objectivo era prendar os ouvintes que incansavelmente o questionavam por música nova, algo que o rapper acredita ter alcançado da forma mais profissional possível. Mike Find Mind não coloca de lado a possibilidade de dar continuação ao seu trabalho mas, por agora, a meta passa apenas por recolher os louros do CIRCO e empenhar-se na conclusão dos estudos na sua área profissional.

Sem comentários:

Enviar um comentário