22/10/2011

Encerramento E.leclerc no Algueirão

A cadeia francesa de supermercado E.leclerc prepara-se para abandonar o Algueirão, procedendo ao encerramento do actual supermercado junto à igreja. O encerramento está previsto entre dia 15 e 20 de Novembro.

Para além do numero de desempregados originado por esta situação, dá-se um passo largo para o monopólio que se está a criar, pelo facto de estar para breve, a abertura de mais um Pingo Doce, no Casal da Cavaleira, no Algueirão.  

Num raio muito curto, poderemos registar muito brevemente, 5 Pingo Doces e 2 Continentes, e a lenta destruição das "antigas feiras", onde se pode comprar fruta e vegetais saloios de qualidade. 

Quando tudo estiver  restringido a duas grandes cadeiras supermercados... veremos as consequências deste monopólio...

enquanto isso... o Algueirão está muito triste com esta noticia... ao perder o seu supermercado de proximidade, o supermercado onde podiam ir a pé... e tudo volta a ficar longe...

16 comentários:

  1. Mas ai vai nascer outro Pingo Doce, o Jeronimo Martins ja comprou parte da cadeia do e'leclerc.
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. É de facto uma tristeza este comércio fechar, em 1º lugar porque é mais gente no desemprego e em 2º lugar, onde é que vou fazer as compras? Vivo em frente às bombas de gasolina da Galp do Algueirão. E como já tinha escrito na publicação anterior sobre a feira de Mem Martins, passo a ter um problema de "aprovisionamento de mantimentos". Detesto pegar no carro para fazer compras (gasóleo mais caro do que no Reino Unido) e não estou para andar muito, porque também já não posso. Esperemos que o rumor sobre o interesse do Pingo Doce se confirme... Mas ninguém confirma, nem mesmo o actual responsável deste espaço comercial: "Talvez uma loja do cidadão ou talvez nada. Ainda ninguém comprou o espaço e há muitas dividas que vão transitar para o futuro proprietário do imóvel. Os logistas do 1º piso devem-nos vários milhares de euros." disse.

    António Vilar

    Um cidadão, com cada vez mais insónias.

    ResponderEliminar
  3. Só queria salientar que ainda antes da existência desta e de outras grande superfícies, já existiam outros pequenos comércios também muito próximos das nossas casas e para os quais não temos que nos deslocar de carro. Esse sim é um comércio de proximidade (para além das antigas feiras) que está em vias de desaparecer ... é pena que a sua existência não seja também notícia!

    ResponderEliminar
  4. A causa do encerramento desta superficie comercial, deve-se à má gest~~ao da mesma!! O administrador, dizia no seu mau português, que o trabalho de 3, um poderia fazer!! Quantos nao assistiram ao facto de estar apenas 1 funcionario na charcutaria, frutaria e padaria???? O Director financeiro um totó que em nada tinha palavra, bastava o administrador levantar a goela, que ele baixava-se qual cachorrinho amedontrado. Enfim, e para finalizar, não vai abrir nada no local, pelo menos ligado à distribuição.Bem hajam

    ResponderEliminar
  5. O grupo Jerónimo Martins está interessado em abrir uma loja no espaço deste Leclerc, mas esta nova loja ficará situada no local do actual parque de estacionamento, piso-1 continuaria a ser estacionamento piso-2 armazém e no piso zero edificam uma estrutura para a nova loja. No espaço localizado no edifício dos arcos tudo indica que será ocupado por uma loja do cidadão incluindo as novas instalações da junta de freguesia.

    ResponderEliminar
  6. é pena... e concordo com a má gestão deste espaço... muito potencial, mas pouca inteligência...

    matou o pequeno comercio... mas deixou-se morrer...

    ResponderEliminar
  7. Cheguei a fazer uma pequena lista de compras e no E.Leclerk gastava 45,60€ .... a mesma lista no Modelo/Continente 37,75€ ... a mesma lista no PingoDoce 37,40€.

    Para além dos preços praticados a "simpatia" da gerência era "EXCELENTE" .... concluindo .... adeus!

    Mataram as pequenas lojas na zona agora morrem eles.

    Cumprimentos

    Francisco Alves

    ResponderEliminar
  8. Último boato... Intermarchê, mas não querem comprar o espaço, só alugar.

    ResponderEliminar
  9. há muitas lojas na zona que ainda continuam lá... as pessoas é que parecem ter-se esquecido delas!

    ResponderEliminar
  10. Eu como morador do Edificio dos Arcos vejo com bons olhos este encerramento.
    Apesar de não sofrer com isso, muitos vizinhos, nomeadamente os que vivem imediatamente acima do supermercado, sofrem com os diferentes ruidos, contínuos e noturnos provenientes desta superficie comercial. Sem contar com o facto das alterações feitas no edifício a cargo do E-Leclerc, alterações essas com impacto na estrutura do mesmo. Desconheço qualquer autorização para a execução dessas obras.
    A razão pela qual nunca fiz compras assiduamente nesta superficie comercial, tem a ver com o facto de muitas vezes estarem produtos expostos com data de validade já expirada. Tenho conhecimento também que o gerente desta loja peca pela falta de honestidade para com os seus arrendatários. A loja do cidadão é uma excelente noticia.

    Nuno Pereira

    ResponderEliminar
  11. Quero la saber que se vai fechar, a seguir podia ir a cadeia do Jeronimo Martins,temos que dar força ao Pequeno Comerçio...nunca precisei das grandes superficies para sobreviver...Um Bem haja p todos

    ResponderEliminar
  12. Como Supermercado não deixa saudades, de todas as vezes que lá fui encontrei produtos fora de prazo, informava os empregados que nada faziam, cheguei a encontar comida para bébé com 3 MESES fora de prazo foi a gota de agua para mim... nunca mais lá comprei nada.

    ResponderEliminar
  13. Não sabia que este espaço comercial ía fechar, no entanto após ver as portas fechadas, 2 dias seguidos, estranhei e decidi averifguar. Qual não foi o meu espanto ao saber desta notícia. Confesso que não tinha por hábito fazer ali as minhas compras, até porque achava que os produtos eram bem mais caros, do que nos outros hipers. Se o administrador do espaço não soube gerir aquilo, problema dele, pois quem tudo quer tudo perde. Apenas lamento que, mais uma série de pessoas fiquem desempregadas. Defacto, das poucas vezes que ali fiz compras, lembro-me perfeitamente de ver os balcõs da padaria ou characutria sem funcionário, mas não sabia que era 1 para 3 locais. Enfim...má administraçao....
    Pelo que ouvi dizer o Pingo Doce vai abrir na cavaleira , junto ao LIDL e Minipreço. Se bem que, se colocassem ali um Pingo doce dava um jeitão e era mais uns postos de trabalho que surgiam.

    ResponderEliminar
  14. Fiquei surpreendido quando vi que este supermercado tinha fechado, não tinha a mínima ideia! Devo dizer que frequentava este espaço quando visitava um familiar, algo que não fazia há algum tempo. É triste porque era oferta diferente do pingo doce ou continente.

    ResponderEliminar
  15. um povo burro estúpido e marreco...que vai como cordeirinho ao pingo e ao tinente....e não vê nada mais só vai ter o que merece! Ah! são aqueles tugas que não conseguem estar 2 minutos à espera e vão ao caixa automatico...para depois ficar no desemprego....eh cambada de anormais que não compra na loja da esquina do ti zé ou maria, mas também vai ao xinoca baratuxo que destroi a economia nacional...triste povo este!

    ResponderEliminar
  16. Tenho imensa pena do supermercado ter acabado,pois mora aqui muita gente idosa
    que nao pode carregar com as compras,ao menos um pingo doce ou outro!!

    ResponderEliminar