18/12/2011

Caderneta de Cromos - Nuno Markl

A "Caderneta de Cromos" é uma rubrica emitida nas manhãs da Radio Comercial, assinada por Nuno Markl.

Um fantástico regresso ao passado de temas da nossa infância e da nossa juventude, e nesta rubrica destaco dois temas com origem em Mem Martins, ou seja, as Pastilhas Gorila e os Bolos da Panrico.

São dois sketch fantásticos, perfumados pelo excelente requinte cómico de Nuno Mark.

Abaixo, clicando nos títulos dos textos, podes ouvir estas duas paginas da Caderneta de Cromos.

Cromó.... Cromó.... Cromó....ohhh ohhh... Cromó.... Cromó....

------------------------------------------------------------------------------------------------------------


"... a dada altura da década, surgiu numa versão melhorada que levou muita gente a cometer aquela que ainda é a maior loucura das suas vidas: falo da Super-Gorila, servida em pacotes de meia-dúzia..."

"...de repente, tínhamos seis Super-Gorila na boca, com as quais era possível fazer balões de uma dimensão tal que eu não sei como é que não houve pais a perder os seus filhos no ar..."

------------------------------------------------------------------------------------------------------------
"... uma pessoa que se descuidasse e que estivesse com muita fome, corria o risco de ficar com um Skeletor entalado na goela. 

Uma belíssima e quase poética memória do passado consiste precisamente no acto de chupar os vestígios de bolo de cima dos bonecos. 

O que ainda dava trabalho, porque aquilo era bonecada pequena mas cheia de ranhuras e detalhes - o chocolate entranhava-se ali de tal maneira que passávamos uma tarde inteira a rapar bolo de lugares tão duvidosos como o rabo do tigre do He-Man."

2 comentários:

  1. Ainda tenho um frasco com pastilhas Gorila originais e garrafas de Pirolitos por abrir. 30 e tal anos depois, nem me atrevo a provar, as pastilhas estão duras como moedas.

    ResponderEliminar
  2. Esses fantásticos bonequinhos do he-man que saíam no bollycao fazem parte das pequenas alegrias da minha infância, juntamente com tantas outras coisas, uma das quais, a que mais me orgulha de ter possuido, o robot transformável da série japonesa Turboranger. Saudades...

    ResponderEliminar