04/12/2011

Carências Desportivas

O desporto na freguesia de Algueirão Mem Martins tem vários tipos de carências, no entanto há dois assunto que mais se destacam neste momento:

Equipa sénior de Futebol do Mem Martins Sport Clube
Esta equipa neste momento está a fazer ajustes no calendário, fazendo todos os jogos fora, pelo facto de não poder jogar em casa, pois a Quinta do Recanto ainda não possui relva. Os seniores não podem jogar em casa, e as camadas mais jovens jogam em más condições.

Já se fala da resolução do problema, mas ainda não há obras. Assim, provavelmente, esta equipa não jogará em Mem Martins durante toda esta época.
Foto do jogo de hoje, das equipas jovens do "Mem Martins" e do "Algueirão" - Foto Rádio Ocidente

Equipa sénior Feminina de Basquetebol do Grupo Desportivo Escola Maria Alberta Menéres - Algueirão
Muita gente provavelmente não sabe, mas existe uma equipa no Algueirão que joga na Liga Feminina de Basquetebol, mas os jogos em casa são realizados em Casal de Cambra, por falta de condições em casa. Uma equipa que deveria ser um orgulho para a freguesia, tem de jogar longe, porque a maior freguesia da europa não lhe oferece condições...
Pavilhão da Escola Maria Alberta Menéres

6 comentários:

  1. O que fazer das antigas intalações da fabrica da Messa?? Espaço degradado e que há anos se ouve das várias possibilidades de intalações desportivas, escolares,etc!

    ResponderEliminar
  2. Concordo plenamente. Infelizmente não é mal da freguesia mas de todo o concelho. Pior ainda, e dá até pena, quando somos um concelho numeroso e com muitos jovens com um potencial desportivo de muito valor. O grande problema é que até temos uma boa formação mas os clubes são depois incapazes de manter o apoio e as condições aos atletas porque também eles não as têm...

    ResponderEliminar
  3. O prof. Seara já devia ter convidado os empresários grandes e os "olheiros" da bola para verem a qualidade dos jovens jogadores da nossa freguesia, só assim é que as condições dos campos podiam levar um empurrão e obter patrocínios mais consistentes.

    ResponderEliminar
  4. Antes de mais, congratular o trabalho realizado no blog.
    Em relação ao tema, é de facto muito triste a inexistência de espaços desportivos decentes na freguesia.
    Em termos recreativos (e não federativos), a oferta para tanta procura é escassa. Ainda à uns meses, procurei por Mem Martins inteiro um campo com cestos/tabelas de basquetebol com as medidas regulares (ou, pelo menos, lá perto) e nada! Fui a todos os campos onde os cestos existiam e, para minha surpresa, já não lá estavam. Para fazer uns simples lançamentos tive de ir a um campo da Abrunheira (uma excelente infraestrutura, onde existe um campo com redes laterais e uma superior, marcações e balizas de futsal e marcações e cestos de basket; tudo isto rodeado de um parque infantil em excelentes condições).
    Em relação aos clubes, joguei no MMSC e é uma pena a situação que o clube vive. Eu olho muitas vezes para as ligas profissionais de futebol em Portugal, e vejo clubes de terras quase desabitadas a dar cartas e tenho pena que uma terra como a nossa não consiga ter um clube que lute para estar nestas ligas profissionais.
    Mais uma vez, parabéns pelo blog.

    ResponderEliminar
  5. Caro Hugo,

    Obrigado pelo seu artigo e pelo trabalho desenvolvido !!!

    Bela ideia do Paulo Capote.

    Rui realmente não existem tabelas de basquetebol na zona.

    Seria óptimo jogar na Serra das Minas, mas o piso e as tabelas estão muito desgastados e existe muita humidade e frio nos meses de Inverno

    ResponderEliminar
  6. De facto a freguesia de Algueirão Mem Martins tem carências a nível desportivo. Mas, também é um facto que só esta freguesia tem, pelo menos, 3 (três) campos de futebol.
    No entanto, como compreenderão, o desporto não se resume só ao futebol e ao basquetebol. E é nos desportos menos mediáticos que existe na freguesia um clube que se destaca: o Progresso Clube.
    Actualmente, esta associação conta, ainda em título, com um campeão do Mundo (Kickboxing), uma campeã da Europa (Kickboxing), duas vice-campeãs europeias (Muay Thai) e vários títulos nacionais.
    Com um dos melhores dojos, a nível nacional, o Progresso Clube tem recebido nomes de reconhecido mérito internacional como o francês Philippe Renault (8.º Dan – Bu-Jutsu) e, muito recentemente, o israelita Gabi Noah (Krav Maga).
    Com praticamente 500 atletas, nesta altura do ano, o Progresso Clube tem registado nos últimos meses um crescimento na ordem dos 17 por cento, mesmo sem as tais modalidades “de multidões”.
    Mas, não pensem que isso é fruto de um apoio, que seria merecido, da autarquia. Nós últimos dois anos o Progresso Clube recebeu dois mil e quinhentos euros da Câmara Municipal de Sintra e três mil e quinhentos euros, em 2011, da Junta de Freguesia de Algueirão Mem Martins.
    O crescimento do Progresso Clube deve-se, essencialmente, à dinâmica dos seus associados, funcionários e órgãos sociais.
    Se há carências no desporto de Algueirão Mem Martins, e a equipa de basquetebol do Progresso Clube tem de treinar no pavilhão do INATEL, em Lisboa, deve haver também orgulho de, na freguesia, haver uma associação como o Progresso Clube.
    Aos que não conhecem, aqui fica o convite para visitarem o Progresso Clube.

    João Paulo Teixeira
    Presidente da Direcção do Progresso Clube

    ResponderEliminar