15/10/2014

A tradicional Feira das Mercês

Feira das Mercês em 1956
A Feira das Mercês é a maior e mais característica feira da região saloia. Não se conhecem com exactidão as suas origens, mas estas são seguramente muito antigas; segundo uma tradição, esta feira seria herdeira de um muito remoto mercado de escravos árabe. Foi transferida para Oeiras em 1771, por iniciativa do Marquês de Pombal, mas viria a regressar ao local original por ordem da Rainha D. Maria I. 

Esta feira teve grande influência na economia de Rio de Mouro, que era - e assim permaneceu até à primeira metade do século XX - uma freguesia essencialmente rural, com quintas, hortas, vinhas, olivais, pomares, e criação de gado. 

O recinto onde se realiza actualmente fica situado na Quinta das Mercês (ou da Marquesa), na zona norte da Tapada das Mercês. Junto do local fica a Capela de Nossa Senhora das Mercês e Cruzeiro, e ainda o célebre Muro do Derrete, ou do namoro, que delimitava a feira, dando nome a uma rua que aí passa. Junto deste muro sentavam-se as "raparigas casadoiras", e os seus namorados. Na referida capela está uma imagem de Nossa Senhora das Mercês, muito venerada na freguesia, que é levada em procissão na feira. 

Fonte: Direcção Geral do Património Cultural




Sem comentários:

Enviar um comentário