09/10/2014

[Sabado] Entrevista com Abdu Rahman Al Andalus


Em Portugal era Fábio. Na Síria é Abdu Rahman Al Andalus. Já foi soldado, agora é treinador militar – e um dos milhares de ocidentais nas fileiras do grupo terrorista Estado Islâmico


No início de 2013, Fábio vivia em Londres. Sozinho. Tinha ido para a capital britânica estudar artes – mas também para seguir o sonho de ser jogador de futebol. Estudou espanhol, fitness e artes marciais. Aos 20 anos, partilhava na rede social Twitter as proezas nos jogos de futebol. Dizia ter talento. E sonhos. A 24 de Março desse ano escreveu: “A maratona para ser uma lenda continua.” Mas, no dia 31, deixava a sua penúltima mensagem: “A decisão da minha vida.”

Em Outubro estava na Síria. Tinha ido juntar-se aos grupos islâmicos que combatiam o regime de Bashar al -Assad. Mudou o nome para Abdu Rahman Al Andalus e tornou-se um dos milhares de ocidentais a combater na guerra civil síria. “No início juntei-me à Al Ansar wa Muhajireen [o Exército de Emigrantes], liderado por Abu Omar Shishani”, conta à SÁBADO, a partir de Minbij, no Norte da Síria, onde vive com as três mulheres. Uma delas, Ângela, é portuguesa. Segundo o semanário 'Expresso', viajou da Holanda, onde vivia com a mãe, para a Síria depois de conhecer Fábio na Internet. Casaram-se. Tal como o marido, mudou de nome. Agora é Umm. 

Neste vídeo, que foi filmado por Fábio, vê-se as celebrações dos membros do ISIS após a tomada da cidade de Mosul.
Leia a entrevista ao jihadista português na SÁBADO que chega às bancas a 9 de Outubro.

Sem comentários:

Enviar um comentário