17/10/2014

Projecto Novo Hiper Continente - entrada de Mem Martins (Abrunheira)

Clica nas imagens para aceder à edição nº1 do Jornal da Região, com as noticias completas

Incluído no Plano de Pormenor da Abrunheira Norte,está projectada uma nova superfície comercial, hipermercado Continente, mesmo às portas de Mem Martins, situado na União de Freguesias de Sintra
[há uns atrás já se falava na construção nestes terrenos, de um hipermercado Carrefour)

Abaixo, excerto da noticia no Jornal da Região de Sintra
edição nº1 de 15 a 21 de Outubro de 2014

(clica para ler a noticia completa e ver imagens do projecto)

Terreno do projecto visto do IC19

Terreno do projecto do lado esquerdo (Abrunheira)

Abaixo, assinalado a vermelho, 
o terreno onde está projectado novo 'hipermercado Continente'


16 comentários:

  1. Respostas
    1. O Jumbo será em frente ao LIDL, este Continente em frente ao Leroy Merlin

      Eliminar
    2. É tudo uma porcaria que se preocupem com outras coisas como se isso fosse algo importante para o futoro

      Eliminar
    3. Será o primeiro a ir lá né?

      Eliminar
  2. Em frente ao Leroy não, fica em frente a Ondacar (santogal).

    ResponderEliminar
  3. António Paulo Barradas18 de outubro de 2014 às 22:45

    Vivo em São Carlos perto do mini preço, estou farto de trânsito! Alguém já pensou que depois vai tudo passar por aqui para ir para esse novo centro comercial? Isto dá-me uns nervos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais importante que o trânsito é pensarmos que vai dar emprego a muitas pessoas,trânsito há em todo o lado e nunca vai acabar.

      Eliminar
  4. Temos que pensar que muita gente está desempregada e este centro vai dar emprego a muita gente,trânsito há em todo o lado e um mal insignificante.

    ResponderEliminar
  5. sera que com tantos consigo emprego e deixar o Jumbo , onde sou explorado e mal tratado .

    ResponderEliminar
  6. só acredito quando vir tudo feito. jumbo e continente.

    ResponderEliminar
  7. António Paulo Barradas20 de outubro de 2014 às 11:04

    Eu não estou contra a criação de trabalhos, mas também deixe-me dizer que por cada loja destas que abre fecham mais umas dúzias dentro da Vila. O trânsito para mim é mesmo preocupante, eu trabalho por turnos, tenho que dormir de dia e há muito barulho, a minha mulher toma conta dos meus sobrinhos porque o meu irmão foi trabalhar para Angola e não há mãe, eles querem ir brincar para a rua mas com este trânsito e estes carros todos aqui estacionados não há espaço e prefiro que fiquem em casa, eu depois digo-lhes, olha brinquem na escola. Tirem-nos o trânsito daqui, esta entrada de Mem Martins é uma confusão e os habitantes é que pagam.

    ResponderEliminar
  8. Quando é que poderá abrir?

    ResponderEliminar
  9. Vai abrir já a 15 de novembro.

    ResponderEliminar
  10. tudo isto é muito bonito mas já pensaram se realmente isto faz alguma falta, quantos postos de trabalho vão ficar em risco com ,mais uma abertura de um hiper, numa zona onde realmente o que era preciso era industria, algo que produza, não algo que só consome, pensem e o transito penso que já estãom habituadois

    ResponderEliminar