01/07/2015

[Observador] Excesso» Boy bands dos anos 90. O que é feito deles? [video]

Excerto da reportagem do [Observador] 


Como esquecer o célebre tema “Eu sou aquele que te quer”? Se estivéssemos a ouvir rádio nos anos 90, provavelmente iríamos acabar por ouvir os Excesso. Juntaram-se em Mem Martins em 1997 e foram a primeira banda de rapazes portuguesa e um dos maiores fenómenos musicais a nível nacional. Foram consequência do sucesso e da multiplicação do conceito de boy bands pelo mundo (até imitaram uma música dos Backstreet Boys). Venderam cerca de 140 mil discos, lançaram linhas de calçado, perfumes e roupa e qualquer atuação da banda terminava sempre com fãs em histeria e aos gritos.

Após a saída de Carlos, a banda continuou. Mas foi com a saída de João Portugal que terminaram. Uma reportagem da SIC, o “Perdidos e Achados”, mostrou como estavam os membros da banda em 2012. Não se falavam e levavam vidas diferentes mas nutriam alguma vontade em reunir o grupo. Após uma carreira a solo com o sucesso “Coração de Melão”, Melão tornou-se relações públicas num bar de discoteca em Azeitão, sendo também coreógrafo. Gonzo é DJ, dedicando-se à produção musical.

João Portugal tem uma fértil carreira a solo, com seis discos, contando com algumas canções em telenovelas. É também fotógrafo, já tendo fotografado artistas portugueses como Michael Carreira. Duck ainda gravou um disco a solo, mas a instabilidade artística levou-o a tornar-se num vendedor de uma marca de refrigerantesCarlos ainda teve um projeto a solo e os Hexa Plus, mas acabou por tornar-se guia turístico em Espanha.

Reportagem dos 'Excesso' no programa "Portugalmente" (RTP2)

1 comentário: