15/06/2016

[Correio da Manhã] Mulher vive terror em roubo armado

O ataque armado à bomba de gasolina da Cepsa da estrada de Mem Martins, em Sintra, aconteceu pouco depois das 07h00 deste domingo. Dentro do posto de combustível estava uma funcionária que foi ameaçada com a arma. O assaltante tirou dinheiro e, logo de seguida, fugiu a pé. Pouco depois de receber o alerta, uma equipa da PSP chegou ao local. O assaltante, porém, ainda não foi localizado. A investigação do caso já foi entregue à Polícia Judiciária que tenta agora perceber se o assaltante atuou sozinho ou se contou com a ajuda de um cúmplice que terá ficado no exterior da bomba de gasolina. 

A funcionária ameaçada recebeu o apoio das colegas. Ficou em choque e chorou ao relatar o que tinha acontecido. O depoimento da vítima será fundamental porque sendo a única testemunha poderá dar pistas sobre as características do assaltante. A polícia também já pediu as imagens de videovigilância para ser mais fácil a identificação do ladrão. Investiga também se houve mais assaltos do género nos últimos tempos, feitos por este homem. Logo a seguir ao assalto, as funcionárias encerraram a bomba de gasolina durante cerca de duas horas. Na altura do roubo, não estava nenhum cliente dentro do posto de abastecimento de combustível. Questionada sobre o montante levado pelo assaltante, fonte da PSP disse que ainda não foi contabilizado, mas referiu que não terá sido levado muito dinheiro uma vez que a bomba de gasolina tinha acabado de abrir portas.

Sem comentários:

Enviar um comentário