18/10/2008

Feira das Mercês - Morte de mais uma tradição?



A Tradicional Feira das Mercês, de origens muito antigas, realizava-se durante a segunda quinzena de Outubro, numa quinta que pertenceu a Sebastião José de Carvalho e Melo, o Marquês de Pombal, situada entre as freguesias de Algueirão-Mem Martins e Rio de Mouro, em plena Tapada das Mercês. Trata-se de uma Feira tipicamente saloia, por lá se vende de tudo um pouco, mas podemos encontrar como grande referencia a "Carne de Porco à Mercês" e as "Pêras Pardas".

Antigamente registava-se grande rumaria de saloios, em busca de noiva, no muro do derrete, ou então em busca de tudo o que a feira tinha para oferecer, boa fruta, boa comida ou simplesmente pelo convívio alegre e bem disposto, que tão bem caracteriza os Saloios...







Mas tudo se alterou...
Primeiro, o betão cercou o recinto da Feira, destruindo praticamente, toda a mancha verde da Tapada das Mercês, e os tradicionais saloios foram trocados por conjuntos de Gangs da Linha de Sintra, ávidos de guerra, de conflitos e desacatos... 
 





























Ajustes de contas, confrontos, armas, disputas, guerrilhas urbanas...


E deste modo, com todo este tipo de problemas suburbanos, e por algumas questões relacionados com higiene alimentar, talvez tenha morrido mais uma tradição do Concelho, pelo menos em 2008 e 2009, pois a Câmara Municipal de Sintra "não autoriza a realização da feira com base na ausência de condições mínimas de nível técnico, sanitário e de segurança”.


Veremos o que o futuro nos espera...

1 comentário:

  1. minha rica terra que me viu nascer o que eras e no que te tornaste...

    ResponderEliminar