04/01/2009

Os dois membros do gang Pega Dodo (Casal de São José) ficaram detidos

O magistrado do Tribunal de Sintra não perdoou a violência dos assaltos que os dois praticaram (foram presos na véspera de Ano Novo, quando tentavam assaltar um restaurante em Mem Martins), recordando-lhes que poderão responder pela tentativa de homicídio de um agente da autoridade (dispararam contra ele). No final, os dois membros do Gang Pega Dodo festejaram, nem se importando com o facto de irem cumprir a medida de coacção para cadeias diferentes.

Este Gang estava sediado no Casal de São José, em Mem Martins e tinha sido alvo de buscas no passado mês de Outubro, onde foram detidos três suspeitos de assaltos à mão armada a estabelecimentos e carrinhas de valores, e carjackings.

Desde Agosto que estes dois jovens detidos vinham somando uma longa lista de roubos à mão armada a bancos, ourivesarias, restaurantes e bombas de gasolina. Ao gang são também imputados carjackings.

No entanto, na véspera de Ano Novo, uma acção concertada das Divisões de Sintra e da Amadora, e da UEP (Unidade Especial de Policia) ‘cercou’ os dois jovens no Restaurante O Vicente, em Mem Martins. À abordagem policial, os dois jovens do Pega Dodo responderam a tiro, ferindo um elemento da UEP.

Os dois jovens detidos na terça-feira vivem com familiares. O mais velho reside com a mãe e um irmão, enquanto o mais novo partilha a casa com tios. Ambos moram no Casal de São José. Nenhum dos elementos do gang, exibia sinais de riqueza, pois todo dinheiro roubado era usado na compra de roupas de marca em Centros Comerciais.

Podemos ver neste video, que foi apresentado no Jornal da Noite da SIC, (dia 23/12/2008) o gang em acção, no Restaurante Brasa na Gruta, em Ribamar, Ericeira

(Toda informação retirada do Jornal Correio da Manhã)

Sem comentários:

Enviar um comentário