30/07/2009

Abertura das Urgências em Mem Martins novamente adiadas

É verdade, tantas desculpas, tantos problemas e tanto tempo perdido...
- Todas a desculpas e argumentos que são publica serão verdadeiras?
- E com tanto tempo de espera, não teria sido possível instalar este serviço, numa construção mais solida, em detrimento de uns contentores pré fabricados?
- E todos este adiamento não se deverá ao facto de a Ministra Ana Jorge, ter a agenda ocupada, e ainda não ter sido possível vir a Mem Martins fazer uma inauguração, para toda a gente ver? Para o Showoff politico?

Aqui fica a noticia de hoje...

Noticia do Jornal Correio da Cidade, de dia Quinta-feira, 30 de Julho de 2009

Atrasos marcam SBU de Mem Martins

A falta de médicos atrasou o processo de abertura do Serviço Básico de Urgências (SBU) de Mem Martins, que estava prevista para 22 de Julho, disse ao Correio da Cidade uma fonte do Hospital Amadora-Sintra.


“Não havia médicos suficientes e o Raio X e os equipamentos de diagnóstico não estavam programados. Não fazia sentido estar a abrir e as pessoas irem ao serviço de urgências e quando precisassem de fazer um Raio X terem que ir ao Amadora Sintra”, adiantou a fonte.

A abertura do SBU esteve prevista para 22 de Julho, três meses de atraso relativamente à data avançada pela ministra da Saúde, Ana Jorge, que em Janeiro adiantou que esta inauguração iria decorrer ainda no primeiro trimestre de 2009.

Segundo a fonte do Hospital Amadora-Sintra, “um litígio entre a câmara de Sintra e a EDP atrasou durante algum tempo” o processo de abertura deste serviço de saúde.

“A câmara de Sintra não pagou uma divida qualquer à EDP, e esta recusava-se a instalar a electricidade nas instalações do Serviço Básico de Urgências. Este processo atrasou a abertura deste serviço e só montar a luz não chega porque é necessário calibrar as máquinas, nomeadamente o Raio X”, disse.

Neste momento o edifício já possui electricidade e é visível a presença de dois seguranças nas instalações que deverão abrir a 17 de Agosto, confirmou a fonte.


Presidente da Câmara fala em "problemas no sistema de ventilação"
O presidente da câmara de Sintra adiantou ao Correio da Cidade que a data inicialmente apontada, 22 de Julho, foi adiada uma vez que “houve qualquer problema técnico no sistema de ventilação”.

“Houve problemas no sistema de ventilação interno. Os serviços de Urgência Básica têm um conjunto de aparelhos, inclusive de raios X a funcionar e portanto a nota que tenho é que houve qualquer problema técnico no sistema de ventilação”, sublinhou o autarca, acrescentando: “Enquanto este problema não estiver resolvido não podem identificar (o dia da abertura)”.

jreis@correiodacidade.net

9 comentários:

  1. Mais vale não abrir a "tenda da ONU"... Haja coragem, um edifício público sem condições é um escândalo, abram o antigo SAP. Já agora, o q é q custava arranjar uma ala da antiga Messa para alojar este serviço?

    ResponderEliminar
  2. Edifício? Aquilo é um edifício? Não sabia :)

    ResponderEliminar
  3. É muito interessante sabermos ao certo o que se passa, podiam pelo menos combinar as desculpas para serem coerentes...

    ResponderEliminar
  4. Peço desculpa pela ignorância, mas onde é isso?

    ResponderEliminar
  5. Na antiga fabrica da Messa, no bairro das Eiras, junto ao Casal de S.José

    ResponderEliminar
  6. Olá a todos!

    As desculpas oficiais estão OK. Pelo menos a parte dos médicos... Os da urgência do Amadora Sintra não querem vir para a SUB... Ou não estão muito interessados, ou as condições propostas pela ARS não são muito favoráveis... E agora como é tempo de férias...

    Quanto a construir uma coisa de raiz... A Messa tem espaço suficiente para um hospital de 250-300 camas! Sei do que falo! Até porque se deixaram construir a 100 metros torres de 10-12 andares, tb se poda construir uma coisa como deve ser para a freguesia...

    Abraço

    ResponderEliminar
  7. Nova data de abertura/inuguração: 17 de Agosto... Isto se não surgirem novos problemas técnicos ou contas por pagar.

    ResponderEliminar
  8. [Comunicado da ARS-LVT]
    Serviço de Urgência Básica de Sintra entrou hoje em funcionamento

    Entrou hoje em funcionamento o Serviço de Urgência Básica (SUB) de Sintra, localizado em Algueirão-Mem Martins e que vai servir a população deste Concelho. O investimento realizado pelo Ministério da Saúde em instalações e equipamentos foi de 700 mil euros.

    O SUB dispõe de médicos, enfermeiros e técnicos de radiologia em serviço permanente, e destina-se ao atendimento de situações urgentes numa lógica de proximidade para com as populações. Este serviço está equipado com RX, electrocardiógrafo, monitor-desfribilhador, exames clínicos de química seca e equipamento que possibilita a realização de pequenas cirurgias.

    O SUB de Sintra está localizado no terreno das instalações da antiga fábrica da Messa, na freguesia de Algueirão-Mem Martins, e vai funcionar 24 horas por dia, assegurando nesta primeira fase o atendimento a adultos que se desloquem até este serviço. Os recursos humanos para o funcionamento deste serviço são assegurados pelo Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca, o qual abrange os concelhos de Amadora e Sintra.

    O Serviço de Urgência Básica de Sintra integra a Rede de Referenciação de Urgência/Emergência, conforme o Despacho n.º 5414/2008, de 28 de Janeiro, o qual veio definir os pontos de acesso a este tipo de serviços. O Concelho de Sintra é composto por vinte freguesias, tendo 409.227 utentes inscritos nos serviços de saúde.

    O início da actividade deste serviço ocorreu hoje pelas 8 horas da manhã. A Região de Lisboa e Vale do Tejo vai ter, dentro em breve, mãos dois SUB, localizados em Coruche e Santo António dos Cavaleiros – Loures.

    Lisboa, 17 de Agosto de 2009
    Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo

    ResponderEliminar