10/11/2010

[Jornal de Noticias] Escola provisória há 35 anos

A escola EB2,3 Visconde de Juromenha, localizada na Tapada das Mercês, vai cumprir, no próximo dia 17 de Novembro, 35 anos e, pese esse facto, continua a ser "provisória".
Esta escola não tem condições para receber os cerca de 1300 alunos que a frequentam. Somente a grande dedicação de toda a comunidade educativa, torna possível ultrapassar obstáculos e proporcionar as condições mínimas, para que a escola esteja a funcionar.
No entanto, sempre que chove com um pouco mais de intensidade, nada há a fazer e é o caos: salas de aula, refeitório e ginásio com inundações, espaços exteriores onde a água chega a atingir os 20 cm, impossibilitando a circulação, e os quadros eléctricos, que ao conviverem com as abundantes infiltrações, representam um perigo para todos.
Esta é a situação que se vem agravando e que tem como consequência imediata o desconforto e a forte possibilidade dos alunos ficarem doentes, para além de uma aprendizagem interrompida, pois a escola acaba por encerrar mais cedo. Tem sido assim, nas últimas semanas.

Será que estão à espera que um tecto caia em cima dos nossos filhos?
Senhores governantes, sejam eles quais forem, Ministério da Educação, Direcção Regional de Educação de Lisboa e Câmara Municipal de Sintra, deixem-se do "jogo do empurra", tão conveniente para não fazerem nada, e não envergonhem mais a classe política.
Deixem de deitar areia para os nossos olhos e proporcionem aos nossos filhos, o que é de direito reconhecido; uma escola nova!

Sem comentários:

Enviar um comentário